30 de maio de 2024
Yvonne Dimanche

Divergências políticas no Facebook

brigaQueridos leitores, por total falta de interesse raramente publico, curto ou comento no Facebook posts sobre política. Não sou alienada, mas acho que a vida é muito dura e eu prefiro deixar aquele espaço para me divertir um pouco.
Até admiro gente que mesmo no Carnaval, Natal, Páscoa, feriado, dia de aniversário, morte da mãe, explosão da bomba atômica em Hiroshima, é coerente ao ponto de, diariamente, falar bem ou mal do governo. Deve ser uma tarefa hercúlea não se permitir brincar, postar fotos de gatinhos fofos e contar uma piada bem pesada.
Pois bem, um amigo que ainda considero querido, simplesmente, resolveu me ignorar e eu nem sei ao certo por qual motivo. Não que ele tenha tanta importância assim, mas me deixou chateada constatar que existem pessoas que menosprezam quem pensa diferente. Detesto fanatismo. Provavelmente esse amigo deve se escandalizar com o Estado Islâmico, mas no seu pequeno universo se comporta da mesma forma. Quem não pensa como ele é infiel e merece a morte no sentido figurado.
O quê eu teria escrito? Não tenho a menor ideia, já que eu entro muda e saio calada. Deve ter sido um dos raros posts em que dei a minha opinião. Se existe uma coisa que eu gosto muito é de ter polêmicas com pessoas que pensam diferente de mim e que não são doutrinadas. Alguma coisa que eu falar, o outro vai prestar atenção e vice-versa. Isso para mim é enriquecedor e muitas vezes mudei de opinião ao ouvir um comentário inteligente.
Mas, como diria a minha mãe, desculpem a falta de modéstia, “besta é quem não gosta de você”. Nada como o tempo que se encarrega de acabar com mágoas, esclarecer as coisas e aprender que não existe verdade absoluta, cada um tem a sua.
Um lindo final de semana para todos e até o próximo Boletim.

bruno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *