29 de maio de 2024
Vera Vaia

Pra tudo se acabar na quarta-feira!


Era pra ser assim! Quatro dias de folia e tudo se acabava na quarta-feira. Só que o carnaval ainda não acabou pra muita gente!
Tem muito folião pulando nas ruas movidos a mungunzá, cravo e canela, acarajé e outros “isotônicos”. Ô fôlego, sô!
No fim de semana tem desfile das escolas campeãs. No Rio de Janeiro, a Portela vai abrir as comportas do Rio que passou em sua vida, e em São Paulo o grande destaque vai ser para a X9, que voltou agora para a primeira divisão, desfilando na avenida uma verdadeira galeria de arte, com obras do pintor italo-jundiaiense, Inos Corradin. (Estou com cócegas pra contar que ele é meu amigo e que as paredes da  minha casa estão forradas com suas obras coloridas, mas vai ficar parecendo puxação de saco, então é melhor não contar).
Tem gente que, infelizmente, ainda está se recuperando desse carnaval marcado por acidentes. Os carros alegóricos da Paraíso da Tuiuti e Unidos da Tijuca deixaram um saldo de 32 pessoas feridas, uma delas em estado grave.
A violência também marcou a festa de Momo. Natália Lorena Cappetti, a turista Argentina foi mais uma vítima do GPS bandido, que a levou até o Morro dos Prazeres (?), pra levar vários tiros, mesmo lugar onde foi morto um turista italiano no ano passado.
Em São Paulo, moradores da maior favela da cidade, Paraisópolis, tiveram literalmente, uma quarta-feira de cinzas. Mais de 50 barracos pegaram fogo e deixaram um rastro de destruição. Felizmente sem vítimas.
O carnaval continua também na política com piadas prontas e depoimentos bombásticos.
A bomba odebrechtiana avisa que a chapa presidencial está mais do que quente. Está pegando fogo! Dilma e Temer ainda vão ter que sambar e pular ao som do frevo e do Maracatu atômico para explicarem os 150 milhões recebidos na campanha! “Tudo legal ” e “devidamente declarado”, conforme Temer. Será que ele ouviu bem? Foram cento e cinquenta MILHÕES de reais no total, recebidos da Odebrecht na eleição de 2014,  em troca de alguns favores, tipo Medida Provisória que beneficiava o setor petroquímico e que rendeu R$ 2 bilhões à empreiteira, aprovada com um empurrãozinho do Mantega. (O Ministro podia ser ruim de PIB, mas de empurrãozinho parece que ele entendia).
Ah, essas delações! Por conta delas teve até ministro que preferiu operar a próstata a ter de dar explicações.
E uma das piadas desse carnaval foi o manifesto de 400 “intelectuais” pedindo a volta de Lula. Não vou me lembrar do nome deles, mas se não me engano, o sobrenome de alguns é Rouanet!
A outra piada, foi contada por Rui Falcão, presidente nacional do PT, que mais uma vez vestiu a fantasia de Bobo da Corte e saiu espalhando por aí que o partido vai lutar pra livrar da cadeia o Zé Dirceu, o Palocci e o Vaccari com base na soltura do goleiro Bruno.
Mas apesar de provocar risos na população, ele até talvez esteja certo. Todos cometeram crimes. O que difere Bruno desses corruptos são só seus cachorros de estimação!
É, parece que esse carnaval não acaba tão cedo!

Vera Vaia

Mãe de filha única, de quatro gatos e avó de uma lindeza. Professora de formação e jornalista de coração. Casada com jornalista, trabalhou em vários jornais de Jundiaí, cidade onde mora.

author
Mãe de filha única, de quatro gatos e avó de uma lindeza. Professora de formação e jornalista de coração. Casada com jornalista, trabalhou em vários jornais de Jundiaí, cidade onde mora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *