28 de maio de 2024
Yvonne Dimanche

Piedade tem limite

hqdefaultFoto: Arquivo Google

Queridos leitores, quem me conhece sabe que eu sou flamenguista. Quem me conhece mais profundamente ainda sabe que eu não curto nada de futebol, mas vez por outra eu amo ver o programa Redação SporTV.
Quando os convidados não são necessariamente jornalistas esportivos, gosto mais ainda. Na terça-feira fui presenteada com três paixões minhas: Xico Sá (que dispensa comentários), Tim Vickery (inglês correspondente da BBC para assuntos esportivos em toda a América do Sul) e Ariel Palácios (o argentino mais brasileiro que existe e que é uma delícia).
O Ariel também é correspondente da Globonews lá na Argentina, mas esteve aqui recentemente para resolver problemas pessoais no Paraná, onde morou por toda a sua infância e juventude. As histórias que ele conta são verdadeiras delícias, como já comentei acima.
Pois bem, contou ele sobre o famoso 7 x 1 do jogo do Brasil com a Alemanha. Estava ele em um bar abarrotado de argentinos e brasileiros e os argentinos só curtindo com a cara dos brasileiros a cada gol que os alemães faziam.
Isso aconteceu nos quatro primeiros gols, até que quando chegou no quinto, os argentinos pararam de gozar, começaram a ter dó. No sexto e no sétimo silêncio total. Todo mundo constrangido.
Sabe o que mais doeu nos brasileiros? Não foi a gozação e sim a compaixão, rsrsrs.
Eu não entendo essa rivalidade dos brasileiros com relação aos argentinos. Bom, eu pelo menos os adoro.
Um lindo final de semana para todos e até o próximo Boletim.
 

O Boletim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *