Lição da revista Hola

Ana Maria Ramalho, the dear boss, publicou hoje uma foto da Duquesa de York, Sarah Fergunson, a ex do príncipe Andrew da Inglaterra, e aproveitou para comentar a sua (dela) triste vocação para a deselegância.
Concordo. Mas viciada que sou em notícias reais – adoro a revista Hola, as princesas e rainhas com vestidos maravilhosas e joias mais maravilhosas ainda – tenho realmente pena é das duas princesas, filhas da duquesa em questão. As coitadinhas herdaram a falta de pose da mãe e o gosto meio duvidoso para se vestir da família do papai.

Recentemente, a Rainha Elizabeth II deu a tal festa tradicional para comemorar os seus quinhentos anos de descobrimento – digo, de idade – e todos os Windsor, inclusive os primos pobres, foram convidados para comparecer ao balcão de Buckingham para dar um até loguinho para os súditos embevecidos.
Claro, Kate Middleton chiquérrima, assim como outras senhoras e senhoritas, que não conheço. Nem a Hola, meu Deus, nem a Hola, que não economiza espaço para louvar a realeza e distrair bobocas iguais a mim, conseguiu salvar uma reles fotinha das princesinhas de York, de tão mal acabadas que ambas estavam.
Saiu no canto de uma página, quase um 3X4 de fotógrafo lambe-lambe, as duas pobres meninas ricas. Tão bregas, tão mal vestidas, que uma delas, não sei qual, usava uma blusa apertada, o botão quase estourando na altura dos seios, igual às recéns mamães da plebe ignara, classe à qual modestamente pertenço, quando estão amamentando e o peito resolve encher de leite fora de hora.
Ou seja, dinheiro não adianta nada. As princesas me lembram o bigode torto de um ministro do Sarney, que nem uma alma caridosa avisou-o para ele tentar consertar. Virou chacota nacional (no Brasil, of course). O homem assumiu e deixou o cargo com o bigode fora de prumo.
Beatrice e Eugenie de York são dois bigodes tortos. Alguém podia dar uma ajudinha àquelas meninas, não custava nada. Eu começaria a reforma colocando aparelho nos dentes das duas, sorrisos dentuços não favorecem ninguém. Falo com conhecimento de causa, sou dentuça desde sempre.
Depois, claro, ginástica, dieta, algumas plásticas e aulas de tudo. Desde como escolher roupas até a melhor maneira de desfilá-las.
Viram? A revista Hola, tão desprezada pelos preconceituosos, também é cultura. Quando eu iria saber que, na Inglaterra, existem duas princesas precisando do adjutório de uma personal stylist?

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *