4 de julho de 2022
Lucia Sweet

"Amizades" no Facebook

Imagem: Arquivo Google – Jovem Pan – Uol

Acabei de desfazer a amizade com uma amiga antiga que não só atacou o Presidente Bolsonaro por ter lamentado a morte trágica de uma cantor que fez jingle para sua campanha, como mandou todos que votaram no 17 tomarem vergonha na cara. Ou seja, eu inclusive, que já morro de vergonha alheia.
Em primeiro lugar gostaria de dizer que se até Lula ou Dilma tivessem tido uma morte tão trágica, eu lamentaria, porque são seres humanos. Como corrupção mata, esses dois são genocidas.
E ninguém sabia das circunstâncias da morte do rapaz quando a morte foi lamentada. Depois disseram que ele espancou a namorada grávida. Agora a extrema imprensa já se desmentiu e disse que a namorada não estava grávida. Ou seja, é preciso investigar antes de assassinar reputações.
Em segundo lugar, qualquer figura pública que tenha apoiado o candidato VENCEDOR é execrada, sem julgamento e apuração dos fatos, pela esquerda caviar que felizmente não elegeu o poste de um criminoso condenado, esse mesmo poste com dezenas de processos por corrupção, etc. Vide o Neymar, condenado antes de qualquer investigação pelos que acusam os eleitores de Bolsonaro de violência quando eles próprios babam e espumam ódio pela boca. Pelo vídeo divulgado, foi a moçoila que agrediu o Neimar. Enfim…
Em terceiro e último lugar por agora, não vi ninguém dessa esquerda caviar alienada criticar a Maria do Rosário que simula agressões e defendeu o Chambinho, autor de um dos crimes mais bárbaros da história desse país. Nem criticar o casal de lésbicas que matou e esquartejou uma criança, só porque, por acaso, são LGBT.
Nesse caso é preciso abafar, segundo esses justiceiros de meia tigela que atacam o presidente por não exigir cadeirinha para crianças de mais de sete anos, que já podem usar cinto de segurança, e defendem o aborto de bebês de até 9 meses, e acham normal que se a criança nasce viva, pode ser assassinada.
A vida é muito curta. Não tenho mais tempo a perder com gente tão raivosa. Não merece a minha amizade.

author
Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.