17 de abril de 2024
Colunistas Lucia Sweet

Quando escrevo, procuro compartilhar o que percebo

Por não existir hoje quem não saiba o que se passa no Brasil, escolho não ser redundante. O que vai acontecer já está em curso. Observo.

Jornalistas da extrema imprensa não têm convicções políticas, têm agenda e preço. Assinaram a infame e autoritária “Carta pela Democracia”. Fizeram o “L”. Acabaram apanhando de capanga de ditador. Sinto muito.

Ofereço a meus queridos amigos estrofes de “Thomas Moore”, escritas por Lord Byron e traduzido por Péricles Eugênio da Silva Ramos:

Here’s a sight to those who love me,

(Eis um suspiro aos que me amam)

And a smile to those who hate;

(Aos que odeiam, um sorriso;)

And, whatever sky’s above me,

(Qualquer céu que me cubra,)

Here’s a heart for every fate.

(Enfrento o que for preciso.)

Though the ocean roar around me,

(Ruja o oceano em torno de mim)

Yet it still shall bear me on;

(Em suas águas irei;)

Though a desert should surround me,

(um deserto me rodeie,)

It hath springs that may be won.

(Nele a fontes chegarei.)

Lucia Sweet

Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *