WITH or WITHOUT YOU?

Bono upset about tax drama
© The Associated Press Founder of the non-governmental organization ONE, U2 singer Bono makes a signe as he arrives
for a meeting at the Elysée Palace, in Paris, France, Monday, July 24, 2017.

Essa bola eu tenho cantado há bastante tempo.
Hoje a imprensa inglesa em todo Reino Unido escancarou e as agências divulgaram para o resto do mundo, com ressalvas, o envolvimento de Paul Hewson, vulgo, Bono Vox, em atividades nada legais.
Não deu mais para jogar debaixo do tapete depois que um jornal alemão deu de goleada, abriu o placar há alguns dias: tim tim por tim tim, toda a falcatrua, a sacanagem e a criminalidade do roqueiro. Isto lá é atitude rock and roll?
Pois é, não deu para esconder… Vagabundo é vagabundo. Desafinou total. Mas, o espaço para as desculpas dele em países por onde a banda tem tournée, claro, é o que conta. A legenda da foto acima diz que “Bono está chateado com o drama sobre impostos”. Chorei de dó!
Vamos todos ulular os hits e pagar para o criminoso rir da cara de todos com muito, muito dinheiro, o suado de criancinhas da África e dos irlandeses simples, do jeito que ele já foi um dia.
É o vovô nababo do rock’n roll.
Cadê tipinho Sunday, Bloody Sunday and Streets Have No Name? E você aí, lindeza histérica com mais de 30, elétrica para ir ao show do velhote.
Velhote sim! Há muito ele está pela bola da vez com a banda. Tirando aquele baixista com cara de cu, metido a besta, o guitarrista, The Edge e o verdadeiro dono da banda, musicalmente falando, o baterista Larry Müllen Jr, desde aquela subidinha patrocinada pelo povo brasileiro no trio elétrico de Gilberto Gil, em Salvador, quando se mandaram da Bahia, a jato, literalmente, depois que acharam estranha a “programação” que Bono enfiou na parada, a coisa degringolou e só não mandaram o Paul Hewson, nome que está nos processos da Justiça Trabalhista e no Fisco da Irlanda para o espaço, por questões contratuais, legais, e muitos etceteras.
Ah, acabou a coisa da “Friendship” – o U-2, já desmantelou. O Boa Lábia, oooops, Bono Vox, levou o próprio U2 para o paraíso da ilegalidade fiscal. Só fiscal?
Além de não escovar os dentinhos, de não usar desodorante e dentro das botas de saltinho manter um queijo azedo pra desmantelar qualquer ser que fique a poucos metros do distinto, ele é um vagabundo de carteirinha.
E não é de hoje… Bem que a mídia mundial nunca jogou na cara do gol. Por quê? Huuuuuuuum…
Essa conversa de ajuda para a África, apoio a presidentes ditadores com supostas propostas de um mundo sem miséria, ah, é conversa pra Boi e Bono dormir.
Bono Vox, nome tirado de um outdoor de pastilha pra garganta: Boa Voz, em latim ! Está fora do tom há tempos.
O BABADO:
Ele e a mulher mantêm uma empresa de roupas e acessórios… tudo fashion, “made in África”, em apoio ao continente africano. Só que… com mão de obra infantil, com sobrecarga de horário para crianças e adultos e sem pagar nada além das horas. Ora, com um olhar menos fanzoca, ele e a mulher usam o trabalho escravo. Discriminam, abusam, extrapolam… e enfiam a grana no bolso.
E a empresa tinha sede na Irlanda. Mas os direitos trabalhistas dos milhares de funcionários? Não pagou.
E o imposto? Deu o cano. Ah, ele parece tanto com empresários brasileiros ligados a políticos corruptos ou que corruptos, viram políticos.
Um cantor de rock “messiânico”. A voz que sussurra, com direito até a coro gospel e pombos – um salvador do planeta. Versos suaves contra tudo de ruim. Ah, imperdoável! Estelionatário classe A.
Bono, agora tem paradeiro de sua fortuna incalculável em ilhas, paraísos fiscais.
Há tempos só circula na Irlanda com segurança reforçada e fica na gigantesca “Villa” em Malibu…
E você, vai lá titia e titio, sacudir sua cabeleira branca ou as madeixas pintadas ao som do U-2? Procura que você acha: I still haven’t found what I am looking for…
Bono Vox é contra o racismo e a favor da inclusão social. Todos igualmente sendo explorados por tipos como ele. E ele e seus pares incluídos no rol de “vagabundos do planeta Terra”.
No quesito vagabundagem. Pink Floyd, The Cure, Led Zeppelin, estes são grandes. U2 não chega nem perto. E os que citei são íntegros top de linha e mais, individualmente fazem trabalhos sociais maravilhosos. Jimmy Page ficou meses no interior sofrido da Bahia dando aulas de violão para crianças e adolescentes carentes. E nunca divulgou. Peter Gabriel é outro… Geniais, íntegros, grandes profissionais. David Bowie era outro. Mitos e gente de quilate. Bono? U2, bandinha montada pelo marketing. O mundo foi e será sempre assim, você tem toda razão, mas a divulgação do lixo é que perpetua o lixo. Até que se comece a punir. Isto diminui e alivia bem para a História Humana.
Isso e a cultura de paisecos colônia de terceiro mundo e de uns tipos mau caráter de primeiro mundo. Porque onde há lei e ela é cumprida a coisa é outra. O presidente do Bayern de Munique se lascou porque o contador dele não declarou uma negociação com ações. Ele assumiu a culpa, junto com o cara e foi pra cadeia: cumpriu aninhos ali, sem prisão domiciliar, mas voltou ao trabalho aclamado porque é um puuuta profissional, um cara íntegro no que faz. Errou, assumiu e pagou. Que presidente de clube no Brasil passaria por isso? Temos que parar de ver o mundo pelo Brasil. O Brasil não é o mundo e não é parâmetro. Mais um paiseco chinfrim, corrupto, atrasado em dimensões territoriais grandes. Um Paraguai maior.
Bandas de rock há décadas fazem trabalhos ou apoiam instituições e mantêm as próprias. Jimmy Page passou meses no interior da Bahia dando aulas para crianças carentes e os jogadores alemães individualmente mantêm centros de esporte na Bahia. O Podolski é um deles. E o maior doador para a fundação Senna é o Schumacher. Ainda é. Cora a mulher do Schumi banca a grana! Maaaaas não divulgam. Não são Cristiano Ronaldo. Outro espertalhão!
Quando você ouvir as músicas, lembra das outras denúncias que nem todos os veículos da imprensa escancararam: o sr. Bono Vox embolsou muita, mas muita grana destinada à África. Lembra que é uma espécie de corno cultural. Tem muita banda boa. Escuta o Led Zeppelin, os caras são íntegros, trabalhadores e fazem mil trabalhos sociais. Escuta Pink Floyd. São espetaculares como pessoas, Roger Waters e David Gilmour. Escuta o The Cure, o Coldplay, tem tanta gente íntegra, profissional e bom caráter. Pra que chorar defunto vagabundo né?
LINKS RELACIONADOS AO POST>
Vejamos o jornal THE TELEGRAPH: Bono diz que tem que ser muito estúpido nos negócios para não tirar vantagem com impostos. O Guitarrista, que foi enfiado no mesmo balaio afirma que “é ridiculo criticar o U2 sobre impostos”. E o próprio Bono sai com a pérola: “você pode ser um filantropo e ainda ter um cérebro de negócios astuto” http://www.telegraph.co.uk/…/Bono-Dont-take-advantage
A celebridade britânica do entretenimento, Graham Norton, diz que o tal Bono pede a ele dinheiro para resolver o problema da vila tal na África e ele mesmo não paga sequer os impostos? Hipocrisia e egoísmo caminham juntos. Mais uma “news”. http://www.taxjustice.net/2014/10/15/bono-tax-haven-salesman-celtic-paper-tiger/
Aqui a fotinho dele com a criancinha na África. E pensando: vai crescer um pouquinho e logo vai trabalhar de graça para o titio Bono. Cresce logo que a cuca vai te pegar já  já… O título é ótimo: Bono no Paraíso…. http://www.achgut.com/artikel/bono_und_die_paradiese_papers/P5
https://www.msn.com/en-gb/entertainment/celebrity/bono-upset-about-tax-drama/ar-BBEHAcw?ocid=sf
https://www.popdust.com/bono-tax-dodging-hypocrite-1890139451.html
http://www.finfacts.ie/irishfinancenews/article_1026589.shtml

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *