O preço das vantagens medíocres


o resultado de quem deforma a informa a informação: seja militante, seja por auto promoção
Santo Agostinho disse: “há quem perca tesouros inestimáveis por vantagens medíocres.”

Heróis como Bolsonaro e todo um elenco de ministros e técnicos da maior grandeza resistindo, dia após dia, a ataques absurdos e cortando o mal pela raiz com rapidez, ironia e engolindo a vontade de voar no pescoço deles.

Mas, você criou outro herói para a diversão do dia. Para desopilar o fígado e diminuir o stress que você tem. Você, centro do mundo.

Ontem você se esqueceu da importância da votação do STF para aplaudir um jornalista que foi a um debate sabendo que seria um embate com um fake de jornalista.

Hoje você quer que as Forças Armadas resolvam a questão? Berra pelo AI-5?

Mas não existe ilegalidade.
O STF pode interpretar a lei.
FHC garantiu isso.
Se você tivesse ocupado as ruas ontem e gritado, talvez o rumo dos acontecimentos de hoje fosse outro.

Bolsonaro, Moro e todos os espetaculares ministros, as Forças Armadas são nossos heróis nessa luta diária. Mas eles não podem agir ilegalmente. E não podem agir por você.

Agora chamem o “herói” de vocês.

Aí lacradores de hashtag que bombaram no mundo virtual.
Agora, fato consumado pelo STF. Arregacem as mangas e saiam às ruas.
Caiam na vida real para pressionar o Legislativo na derradeira etapa!

Há quase três décadas a esquerda está no poder. Não dava para desviar o foco.

E vocês? Já estão nas ruas, furiosos como na Ucrânia? Nãaao?

Continuam subindo as hashtags do herói da distração nacional?
E de novo o AI-5 e intervenção Militar?

Que prejuízo! Mas o herói que não acertou tapa e quase levou um soco, vai ganhar mais dinheiro.

Ali na Record vai moldar o perfil e vestir a carapuça de apoiador do Bolsonaro. Coisa que … ele não é.

Se o publico lavou a alma e os formadores de opinião se animaram, foi um tiro no pé, aliás, dois: caíram de quatro no chão.

Quanto amadorismo!

Jornalista que usou os filhos do Fake de jornalista para atingi-lo. Usar crianças para atingir desafetos políticos?

Augusto Nunes disse que foi “irônico”.

O americano Glenn sabemos que não é jornalista, mas Augusto Nunes é?

E não pediu a equipe dele para apurar os fatos sobre a adoção das crianças? Jornalismo investigativo: fatos, informações e fontes ilibadas.

Há jornalistas militantes, há os que se autopromovem.  Ambos ignoram fatos e se colocam acima da noticia. Na verdade, deveriam ser excluídos do Jornalismo.

Provocam o maior dos males – não informam e deformam a opinião do público telespectador, leitor, ouvinte. E não percebem o quanto são manipulados.

Augusto Nunes foi demitido por justa causa. Merecidamente. Mas sai com passe valorizado. Mais dinheiro mas muito menor do que já era por se achar grande demais.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *