O Herege!


Duas, três igrejas destruídas por dia na França, mais de 800 cristãos mortos nos países Islâmicos ao lado de onde ele está e o Papa Francisco vai falar no Marrocos para islâmicos?
Não falou nada no Egito por onde passou e onde cortam a cabeça dos cristãos todos os dias? Degolam cristãos na Nigéria! E ele vai abraçar os algozes sem abrir a boca?
Ele representa mesmo os católicos?
Faz um tempo, ele mandou cobrir as estátuas nuas do aeroporto de Roma ao Vaticano para receber a comitiva de aiatolás iranianos. Ele esqueceu quem representa e onde está: “Em Roma como os romanos! ”
Herege!
É bom lembrar que Bergoglio ESTÁ Papa. O Vaticano é um Patrimônio Cultural da Humanidade, mais do que dos católicos, da cultura greco-romana que está em perigo grave. A questão é outra. Ele sai. Muros, Guarda Suíça, patrimônio, ficam.
Francisco não representa os católicos. Ele reza pela cartilha da esquerda. O teatrinho é orquestrado pra enganar bobo.
Foi o Papa João Paulo II quem estabeleceu a corrente de Direitos Humanos, criou inclusive a União Católica Internacional de Imprensa que reunia a cada dois anos jovens jornalistas católicos de todo o mundo e premiava os melhores trabalhos publicados, fotografia, texto, vídeo. E equipes da UCIP ouviam relatos de jornalistas e pessoas perseguidas na Nicarágua, vitimas na Guerra da Bósnia, no mundo árabe. Era um trabalho conjunto com todas as religiões salvando vidas.
Certa vez, como repórter de TV, fiz uma reportagem na zona de prostituição em Belo Horizonte onde era mantido um hospital clandestino que atendia pessoas de rua, travestis e as prostitutas. E podiam levar junto os animais. Porque muitas daquelas pessoas só tinham os bichos. Mais ninguém. E quem mantia o hospital? O próprio Papa Joao Paulo II e Joseph Ratzinger, com dinheiro pessoal.
Eu descobri por acaso, porque ao entrevistar o diretor clínico, ouvi sem querer a conversa do “Diretor” que falava ao telefone com sotaque alemão. E matei a charada.
Nunca contei isso! Porque pediram para não dizer. Pra que eu diria?
E depois, quando Joseph Ratzinger foi a Papa, colocou à venda no e-Bay o carro dele. Um Gol velho, mas que foi vendido por 15 mil Euros. E o dinheiro? Foi aplicado nisso: nas obras assistenciais que ambos mantinham. Coisas que nem sabemos…
Mas, o que fez o Papa Francisco assim que assumiu o papado?
Cortou, a UCIP, União Católica Internacional de Imprensa, com isso, acabaram-se os trabalhos e a conexão e incentivo de jornalistas do mundo todo que tomavam conhecimento dos problemas globais, de cada pais, de cada cultura, que trocavam experiências , se informavam e desenvolviam um trabalho humanitário sem precedentes.
Entre outras coisas, Bergoglio não é lá muito inteligente. Ou ele acha que a cabecinha dele será poupada em cima do pescoço? Nem pelos fiéis, de um lado, nem pelos islâmicos que ele defende e nem pela esquerda que ele representa.
Pois eis que o Papa Francisco saiu mesmo do armário mostrando a quem ele serve. Em entrevista no Marrocos , perguntado se haveria um encontro entre o Primeiro Ministro italiano, Matteo Salvini, de Direita, Francisco disse que não. Que não o visitaria e que não o receberia. Não! Salvini, não. “Ele, não!”…
Francisco, ou melhor, Sr. Bergoglio: Arrivederci. E pra ser bem clara: cai fora!
https://www.journalistenwatch.com/…/papst…/
 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *