Goodbye – Buuuuum! – Sky


Imagem: YouTube

Um ataque espetacular contra  os USA estava em curso sob o comando e planejamento do número 1 do Irã, general Soleimani. E em ramificações seguiam planos do número 2, Al- Muhandis, que comandava do Iraque as ações do grupo especial do terror islâmico.

Ambos mortos!

Observe que o vídeo começa com oração, bandeira americana.

Oração sim, o nosso Deus, a nossa cultura: respeite! Independente da cor da pele, independente do sexo. E lá estão ao lado de Trump, homens e mulheres.

O tom  usado não é de misericórdia, mas de “acabou a brincadeira”.

Ao invés do “ai, desculpe, perdoe porque tivemos que matar”, veio o “se tentar cantar de galo, vira canja e vai voar pena”.

Trump diz com veemência:  ninguém vai nos afrontar, ninguém vai tentar nos intimidar, ninguém vai matar a nossa gente.

O sangue do general iraniano foi derramado e nunca mais vai fazer o que fez com os nossos.

Trump avança e não recua.

Quem sabe o brasileiro reflita e deixe de ser falso moralista.

O Brasil é o país mais violento do mundo, a “meca” do crime organizado do tráfico de drogas e armas, de crianças, órgãos e pessoas.

O país  que tem em Foz do Iguaçu um homem forte, da confiança do general que morreu. O braço armado do Irã. O mesmo que faz frente a Maduro na Venezuela. Entendeu agora por que Maduro é “conservador”?

Piada à parte, há inimigo pior que o inimigo. Captou?

No Brasil há escolas islâmicas, são donos de shoppings centers em Roraima, de terras e mais terras no Pará, na Amazônia, lavam dinheiro no Rio de Janeiro e São Paulo, no Sul, nas Minas Gerais. Donos de bares, lojas de móveis e decoração, firmas de fachada, muitos têm certidão de nascimento brasileira, que foram compradas a 3 mil Reais no Nordeste ou a 25 mil Euros, em média, nos consulados não necessariamente do Brasil, mas na própria Europa. Tudo foi cooptado de FHC a Temer. Então, acorda pra vida…

Ah, mais um detalhe…

Dentro da Direita, há um grupo de milicianos sim, homens e mulheres. e seguem a linha do radicalismo: logo, colocar o véu e a burca nas mulheres. E vão enforcar homossexuais. E o rock será proibido, o pop, o funk.

A terra é plana e gritam uga uga…

Seguem a pauta da esquerda e dos globalistas, iguais posando de diferentes. Acoooorda!

Como hoje no Irã, lei que passou há pouco na Turquia, condena todo aquele que ouvir música que não seja em turco ou árabe. Há dois anos vi lojas de rock em mercados turcos serem fechadas, donos e clientes serem espancados e levados.

No Iraque Al-Muhandi percorria vilas para treinar seus homens e executava de joelhos adolescentes que trabalhavam e ouviam “músicas dos infiéis”.

Preste atenção!!!

O dinheiro corre, tipo a banda podre que prevaleceu na CIA, no FBI, até uma “cooperação internacional” dar um xeque-mate e derrubar na última hora Hillary.

Mas Donald Trump lá atrás não entrou no esquema Epstein. No, no! Tinha asco dele e sabia do submundo promíscuo e perverso que todos percorriam.

A Sodoma e Gomorra foi escancarada e Trump está limpo. Os outros mais sujos que pau de galinheiro.

Por isso os USA se levantam. O Brasil da mesma forma. Bolsonaro sabe dos esquemas e nunca participou deles.

Temos os esquemas “Epstein” tupiniquins. Isso, no Brasil. Sim!

Damares tem falado das vítimas em geral. Quando chegarão no alto escalão?

Esses “milicianos de Direita mantêm Damares sob fogo cerrado”. Ouvi isso de dentro do governo. “…Porque ela sabe dos esquemas e sabe quem são eles…”

Mas mais gente que sabe… Muito mais…

Alguém acha que Sérgio Moro vai seguir em governo nessa linha? Não!

A foto com alguém da esquerda não é problema. Janaína tirou foto com o Freixo.

Moro tem foto com tanta gente da PF e da Justiça Federal, que é um antro de gente da esquerda sim. Como todo o funcionalismo público cooptado pela esquerda e pelos corruptos contumazes desde FHC a Temer.

A questão não é a foto. Mas o que tramam fora das lentes.

Fica o exemplo de Trump.

Os USA saíram na frente porque a CIA e o FBI colocaram de lado a banda podre.

Lembrem-se do extermínio dos radicais do grupelho terrorista Isis – grupo que foi financiado por Obama. Ocorreu há algumas semanas… Era a primeira fase do Campeonato.

Cercado no Norte da Síria pelos russos, Al-Bagdadi, o líder do Isis, foi monitorado com ajuda dos turcos. Trump tinha retirado as tropas americanas do local mas deixou as Forças Especiais.

Parecia um jogo de futebol, com seleção de ponta: “Entrou Trump na grande área, dribla um, dois, corre livre fica de cara para o gol, e chuta. É goooooool! “Goooaaaaal !!!”

E agora…  o capitão do time do terror islâmico e o reserva dele foram eliminados do campeonato. They’re out !

America First!!!!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *