A Corte precisa de corte!

Imagem: Fátima Meira/Futura Press

Que Corte? Aliás, de que Corte, o “excelentíssimo”, “meritíssimo”, fala? Apelidos e codinomes de Suprema arrogância, há muitos que nem doutorado têm.
Arrogância como se realeza o fossem. Mas não servem ao povo. Que tal observar a conduta espartana da Rainha da Inglaterra, dos netos dela que são os diretamente envolvidos para herdar a Coroa?
Que tal? Passar a vida indo apertar a mão de gente como os senhores, ou se embrenhar por 6 meses no “ó do borogodó” da África para abrir buraco no chão para estocar merda. Isso… A Kate, hoje futura rainha, quando namorava o bonitão, filho mais velho de Charles e Diana, foi chamada pela rainha e ouviu essa: “meu neto está há seis meses na África e a senhorita em intensa atividade social. Se quiser seguir conosco, vamos alterar a agenda e a senhorita segue amanhã para o mesmo trabalho do príncipe. Mas, não no mesmo local”. E assim foi!
Chefes de Estado na Europa não têm serviçais, imagina o “Judiciário” e o Legislativo? Sem lanchinho pago pelo povo. Sem essa situação palaciana.
Sem essa soberba. Chefes de Estado vão trabalhar de bicicleta, de metrô. Ou a pé. Quando há necessidade, sim, utilizam carros, motoristas e afins. Param nas ruas para ouvir o povo.
Certo que países de Terceiro Mundo têm o sangue podre se achando realeza. Certo que onde há esquerda tudo é invertido. Assim, Angela Merkel, por exemplo, tem se utilizado de avião da frota alemã e não mais de aviões de carreira. Mas, outro dia, ficou na mão. Isso, semana passada, para voar para a Argentina. Chegando em Portugal para uma escala, o piloto que daria sequência ao voo não apareceu. Se negou! É gasto que o povo alemão não deve arcar.
E o que dizer do Macron? Há anos a Alemanha paga até o transporte do lixo tóxico porque a França está quebrada. Tem 3 usinas nucleares sucateadas, e a Alemanha paga, ou melhor, o povo alemão. O precinho nada correto de manter o boneco de ventríloquo Macron, para posar de porta-voz de Merkel & Obama, na pauta da extrema esquerda do Partido Verde. E você com esse papo de efeito estufa e do Diesel, mas jogando sofá no rio e deixando lixo na praia. Brigar para limparem os bueiros da cidade? Nem pensar.
Ah, quando aquelas arrogantes brasileiras escreverem que a Alemanha é socialista, melhor lembrar o seguinte: a Alemanha vive uma social democracia, e uma sociedade das mais evoluídas que impõe dura disciplina, regras de conduta e regras legais. Não dá para tentar aquele servicinho fazendo “bolo pra fora” e vendendo para uma renda extra. Há, só na região de Munique um grande número de putas brasileiras. Isso, prostitutas. Meretríssimas! Profissão regularizada, com direitos trabalhistas, férias e tudo o mais. Mas tem que trabalhar duro. O bolinho? Esquece. Cozinhar para fora nesse esquema precisa de cozinha industrial, há fiscalização rigorosa, e muitas etapas a serem cumpridas. E mais, não tem faxineira e muito menos empregada doméstica: eles consideram isso “escravidão moderna”. Escravidão que há décadas foi abolida.
E tem mais…
Você que cria filho como estrela: o indivíduo. Que fica exibindo menor de idade em rede social, promovendo criança, na Alemanha, talvez nem tivesse mais a guarda dela. Criança é criança! Sem conta em rede social, sem utilização da mesma como adulto, sem questão de gênero.
A Educação na Alemanha, na Suíça, na Áustria, em Liechtenstein é pública e gratuita, mas Universidade é para pesquisa. NÃO é para todos. E para chegar até ela não basta um Enem, é o acúmulo de resultados desde a escola fundamental. Sempre dando ao indivíduo a possibilidade de tentar novamente, mas exige muito de cada um.
Enquanto o Brasil exporta matéria-prima e não passa de um país gigantesco que produz café, banana e cria gado, países mínimos, como Israel e Suíça, têm tecnologia de ponta. Esses países por exemplo, sabem que a mídia repassa fake news, sabem que falam mal do Bolsonaro, do Trump, do Putin, mas procuram o viés da pesquisa, da informação correta! Não ficam repercutindo bobajadas para ufanismo e alimentar o espírito guerreiro do povo.
Que guerreiro? Não é? É muito urro e pouco cérebro. Tempo de reflexão, observação, mais amadurecimento para seguir adiante e tentar eliminar de vez a debilidade mental imposta por décadas de discursos de esquerda , ONU, Ongs, União Europeia, Mercosul, um trabalho, paulatino para destruir uma cultura Greco-romana baseada principalmente na escola de Platão e Sócrates. Quem ganha? Os poderosos como Soros. Eles brincam de WAR num tabuleiro chamado planeta Terra. E a esquerda, nada mais é do que um bonequinho que eles chutam quando quiserem.
Tempos de crescimento. Tempos de revolução. A revolução de cada um: segure sua linguinha, pare com a fofoquinha e com a infantilidade de querer aparecer. Critique com a justificativa pronta. E aceite a crítica construtiva. Ignore discursos vazios. Não repercuta aquilo que deve ser eliminado. “Falem bem ou falem mal, mas falem de mim”.
Não, Lula! Você está preso, babaca! E sua turma com os dias contados. Salve, salve, Trump, Putin, os líderes chinês e das Coreias. Bem-vindo ao grupo, Bolsonaro! Ontem passei o dia explicando a jornalistas, empresários da Ásia e Europa sobre o que você representa.
Passei o dia mostrando vídeos, fotos e esclarecendo a eles o que a mídia de cada país da Europa diz , em detrimento da verdade… Eles querem saber a verdade. E ela foi dita. Apenas não fiz alarde na Internet. O foco é a sociedade e não eu. Menos ego, mais conjunto. Deixem os pilotos agirem.
Sejamos apenas co-pilotos. Com “hífen”, mesmo! Reforma de Língua feita por semianalfabeto que comprou título de Doutor Honoris Causa da Língua Portuguesa? Noves fora, nada!
E o que disse mesmo a Rainha de Copas?

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *