24 de abril de 2024
Colunistas Joseph Agamol

Dia triste para a humanidade

Imagem: YouTube

Não foi um dia tristíssimo só para o Brasil. Foi um dia tristíssimo para toda a humanidade.

O que houve é a prova cabal do nosso fracasso civilizacional após um projeto de 2.000 anos. Acabou. Eu gostaria de dizer que há esperanças mas não creio nisso.

Fechemos – ou abramos – as portas da sociedade ocidental e entreguemos a chave a qualquer um que seja capaz de evitar horrores como os de ontem. Qualquer um que prometa evitar pesadelos assim.

Todo nosso mega hipervalorizado progresso científico não foi acompanhado nem de longe por nosso desenvolvimento socio-espiritual. Nem de longe.

Ao contrário, esquecemo-lo. Abandonamos o cuidado com nossas almas e o resultado é esse: vivemos cercados de bestas-feras, que regrediram ao estágio mais inferior da civilização. E que sequer podem ser punidas adequadamente, pois a lei não permite – e ainda que permitisse, eles não tem medo de punições.

Eles as desejam.

Eu não queria escrever sobre isso. Mas preciso.

Só posso desejar que haja um riquíssimo mundo espiritual, exatamente como o descrito por todos os povos e civilizações.

E que esse ser aberrante que perpetrou todo esse horror seja para lá conduzido. E sofra, como descreveu Neruda o suplício dos nazis em seu “Livro das Perguntas”.

Joseph Agamol

Professor e historiador como profissão - mas um cara que escreve com (o) paixão.

Professor e historiador como profissão - mas um cara que escreve com (o) paixão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *