18 de abril de 2024
Carlos Eduardo Leão Colunistas

É Páscoa! Renascer é preciso!

Páscoa é renascimento. Renasçamos, pois! Dêmo-nos essa chance! Acreditemos!

Páscoa é uma festa antiga. Uma celebração clássica da humanidade. É uma comemoração pra lá de importante já que reúne tanto judeus quanto cristãos. Os primeiros festejam a liberdade do seu povo da escravidão no Egito enquanto os cristãos, a ressurreição de Cristo dois dias após sua morte na cruz.

Ao fim e ao cabo, a Páscoa, de lá ou de cá, é sinônimo de liberdade já que Cristo morreu para nos livrar dos grilhões dos pecados. Não só pelos nossos, mas também pelos pecados dos que viveram antes Dele e pelos pecadores vindouros.

Há quem defenda que essa tese não é bem assim. Segundo interessante artigo de Alberto Maggi, Cristo teria sido eliminado pelos interesses da casta sacerdotal no poder, aterrorizada pelo medo de perder o domínio sobre o povo e, sobretudo, ver desaparecer a riqueza acumulada à custa da fé das pessoas. “Cães vorazes: desconhecem a saciedade; são pastores sem entendimento; todos seguem seu próprio caminho, cada um procura vantagem própria.” Isaias 56, 11.

Portanto, segundo Maggi e tantos outros teólogos ao longo dos tempos, Jesus Cristo não era um problema para a teologia, mas para a economia. O crime pelo qual Cristo foi eliminado resume-se no fato dele ter apresentado Deus completamente diferente daquele imposto por líderes religiosos, um Pai que nunca pede a seus filhos, mas que sempre dá.

Prefiro ficar com a tese “morreu pelos nossos pecados” deixando a outra possibilidade, triste mas possível, em stand by. Mesmo porque 2000 anos se passaram e as coisas, os acontecimentos, os fatos e os atos, parecem os mesmos.

Verdade é que Jesus está precisando voltar urgentemente. Nem precisaria morrer novamente. Apenas nos libertar das artimanhas dos insanos, das maldades dos degenerados, da avidez dos corruptos, da dissimulação dos oportunistas, da depravação dos que nos representam, do descompromisso dos que nos defendem e do acinte dos que nos educam.

Por favor, volte, Jesus! O Brasil precisa muito de Ti! O Senhor acredita que o Ministro dos Direitos Humanos culpou as armas de fogo sendo que o monstro de Blumenau usou um machado para ceifar aqueles anjos inocentes?

Dá pra acreditar que uma jornalista daquela emissora carioca culpou o racismo sendo que as vítimas eram brancas? Culpou também o “homeschooling” sendo que tudo aconteceu dentro da escola. É ou não é o inferno na Terra?

Dá pra crer que a esquerda culpou o bolsonarismo, Jesus? E o monstro catarinense foi libertado da cadeia por conta das políticas de desencarceramento defendidas por ela, a esquerda! Inacreditável, não?

Volte, Senhor! Lá se vão “cem dias sem rumo, sem plano, sem vergonha e sem picanha”. Volte, Mestre! Livre-nos das profundezas abissais do atraso para o qual estão nos levando e se tiver um tempinho extra livre também o pobre Banco do BRICS do triste destino que lhe está sendo traçado.

Volte, Jesus! Só o Senhor na causa das vítimas do 8 de janeiro, presas na filial brasileira de Auschwitz. Volte, Senhor e nos fortaleça na sua crença, no seu amor e na sua verdade.

Finalizo, deixando, aos que me leem, a milenar mensagem Pascal, sempre profunda e atemporal.

MUDE, TROQUE, PLANEJE, TRILHE, RENOVE, MOVA-SE. LIBERTE-SE, ENFIM!

É Páscoa! Renascer é preciso’

Carlos Eduardo Leão

Cirurgião Plástico em BH e Cronista do Blog do Leão

Cirurgião Plástico em BH e Cronista do Blog do Leão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *