23 de junho de 2024
Adriano de Aquino Colunistas

Posts sobre posts

1° Guerra viral Mundial
A China já desceu para a terceira colocação no saldo de mortos.
Itália 8.215 mortos
Espanha 4.154 mortos
China 3.287 mortos
Até o momento os EUA contabilizam 80.079 contaminados e 1.201 mortos.
Nos meus mais tenebrosos pensamentos, a hipótese de que os EUA, na fim da próxima semana, venham a contabilizar mais mortos que a China, a potência asiática poderá orgulhosamente declarar vitória na Primeira Guerra Viral Mundial.
——–
Maduro
Com a cabeça a premio Nicolas Maduro é um alvo atraente para o mercado dos agentes de recuperação de fiança – os ousados caçadores de recompensa.
Com a cabeça em alto valor estimado, é bem possível que um ‘cucaracho’ companheiro resolva tomar para si a função,entregar o gajo para os ianques, apalpar a bufunfa e assegurar para os nativos a reserva de mercado dos caçadores de recompensa latino americanos.
Uma ‘informação’ de paradeiro que vale US$15 milhões De dólares!
————
As suspeitas,antes consideradas falaciosas, apontando um conluio enredado pela China/ONU/OMS, começam a se mostrar consistentes e verossímeis.
Há esperanças para a humanidade quando um jornalismo sincero e corajoso, comprometido com a transparência e a realidade dos fatos,se nega a botar panos quentes e fazer proselitismo multiculturalista piegas e cabotino para encobrir sua co parceria em assassinatos em massa.
Adriano de Aquino

Artista visual. Participou da exposição Opinião 65 MAM/RJ. Propostas 66 São Paulo, sala especial "Em Busca da Essência" Bienal de São Paulo e diversas exposições individuais no Brasil e no exterior. Foi diretor dos Museus da FUNARJ, Secretário de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, diretor do Instituto Nacional de Artes Plásticas /FUNARTE e outras atividades de gestão pública em política cultural.

Artista visual. Participou da exposição Opinião 65 MAM/RJ. Propostas 66 São Paulo, sala especial "Em Busca da Essência" Bienal de São Paulo e diversas exposições individuais no Brasil e no exterior. Foi diretor dos Museus da FUNARJ, Secretário de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, diretor do Instituto Nacional de Artes Plásticas /FUNARTE e outras atividades de gestão pública em política cultural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *