O poderoso chefão


Que atire a primeira pedra quem não gosta da trilogia “O Poderoso Chefão”. Por que amamos tanto uma família de pessoas do mal que nada fizeram de positivo para a comunidade?
Quem é fã do seriado “Vikings” ama aqueles bárbaros que levaram o horror para a Europa. Brutais, crudelíssimos, sem um pingo de piedade por povo algum. Acredito que só Freud pode explicar. De minha parte assumo que devo sofrer de algum transtorno mental.
No entanto, me recuso terminantemente a ver qualquer coisa que envolva a vida do megatraficante Pablo Escobar. Esse filho do capiroto deveria ter sido esquecido já no dia seguinte da sua morte, mas parece que sempre há algum cineasta que quer reverenciá-lo. Eu quero mais é que ele esteja padecendo no inferno.
Vai demorar muito tempo para a Colômbia se livrar desse estigma e de quebra sobrou um pouco para os demais países da América do Sul, celeiro do que existe de pior no mundo, de acordo com os filmes de Hollywood. Chega, né? #prontofalei.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *