Midnight, a S10 tunada em test-drive de Natal


Quando terminei o test-drive com a S10 Midnight 2019, confesso que o Natal nem passava pela minha cabeça. Mas, por uma dessas coincidências de calendário, calhou que a data da publicação, tanto deste post quanto do vídeo no link acima, fosse hoje, dia 24 de dezembro. O que teria uma picape cabine dupla, 4×4 e a diesel a ver com a ocasião? Bom, aproveitando a licença poética da data, acho que Papai Noel curtiria o carro.

Com bastante espaço para presentes na caçamba (bem mais que um trenó, certamente), aptidão para caminhos ruins e um comportamento de brutamontes dócil que a torna extremamente divertida de guiar, quem sabe ela não fizesse com que, este ano, o bom velhinho desse um descanso para suas renas? Cartas para o Polo Norte.
Pretinho básico incrementado
Versão (ou série) intermediária da picape de porte médio da Chevrolet em sua configuração de cabine dupla com motor a diesel e tração 4×4, a Midnight é, na prática, uma espécie de opção tunada do carro. Como comento no vídeo, seus maiores diferenciais em relação à irmã mais barata, a LT, são visuais. No caso, a meia-noite dessa Chevrolet é de Lua Nova, com tons de preto colorindo tudo o que se vê a bordo, das rodas de liga leve ao forro do teto; do estofamento e painéis das portas à gravatinha do General (Motors) que condecora a grade do radiador e a tampa traseira. Além disso, porém, há interessantes itens de série, como uma ótima cobertura marítima para a caçamba, um – mais estiloso do que prático – Santo Antônio e a amigável central de multimídia My Link no painel.

Fora isso, o que se vê é um acabamento simples, mas honesto, com muito plástico rígido, (bom) tecido cobrindo os bancos (que oferecem poucos ajustes), um painel de instrumentos também simples e poucos comandos no volante – só os do útil piloto automático.

Apetite por viagens
Automático também é o câmbio, com seis velocidades, opção para tração nas quatro rodas e reduzida e que, como outros GM, oferece trocas manuais por uma pequena tecla na manopla. Ele é acoplado a um motor de quatro cilindros, 2.800cc turbodiesel e aproveita muito bem os 200cv de potência e 51kgfm de torque disponíveis, tornando a S10 um carro até bem rápido para seu porte e uso, e bem gostoso de dirigir, passando para o motorista a impressão de que não há pirambeira, estradinha ruim de terra ou serra que ele não encare com alegria e serenidade. Só não é dos mais econômicos: marcamos cerca de 7,5 km/litro na cidade e até 12 km/litro na estrada de asfalto. Rodamos, também, uns 60 km por caminhos sem calçamento e essa foi, sem dúvida, a parte mais divertida da viagem.

Falo mais sobre o comportamento e a performance da picape e mostro os caminhos que percorri (como os que levaram aos lugares acima) no vídeo.

Como é característico das boas versões e séries especiais, na ponta do lápis, é mais vantajoso comprar uma S10 Midnight (R$ 169.700) do que equipar sua irmã mais simples (a partir de R$ 157.800) para que fique parecida com ela. Mas, apesar do tal pacote estético ter me agradado bastante – o carro é um daqueles viradores de pescoço irresistíveis, sobretudo em cidades do interior –, senti falta de alguns itens de conforto, em especial de uma câmera de ré (há apenas sensores com aqueles apitos de aviso), que penso ser fundamental para um utilitário com essas características. Apesar de não estar disponível como opcional, é possível instalar o equipamento original na concessionária, como acessório, por cerca de R$ 700 reais – o que recomendo muito.

O que é fundamental para uma cabine dupla desse tamanho e com tanto motor, no entanto, é de série: freios com ABS que atuam nas quatro rodas, controles de tração e de estabilidade, air-bags (2 incluídos e mais 4 opcionais); ótimos ar-condicionado direção assistida e comandos elétricos para portas, vidros e espelhos, 3 tomadas de 12 volts. O resto são – belos – retoques estéticos que tornam mais charmoso um ótimo carro de trabalho.
Chevrolet S10 2.8 Midnight 2019
Ficha técnica (dados de fábrica)
Motor: dianteiro, longit, 4 cil. em linha,
2.800cc, 16V, turbo diesel com inj direta
Potência: 200 cv a 3.600 rpm
Torque: 51 kgfm a 2.000 rpm

 
 
 
 
 
 
 
Transmissão: câmbio automático, 6 marchas,
tração traseira com opção 4×4 e reduzida
Direção com assistência elétrica
Suspensão: diant.- Ind. com braços artic;
tras. – feixe de molas
Freios: discos ventilados (diant.)
e tambores (tras.)
Pneus e rodas: 265/60 R18
Dimensões (m): comp. 5,36; larg. 1,87;
alt. 1,78; entre-eixos 3,09
caçamba: alt.- 0,46; comp.- 1,48;
larg.- 1,53
Cap. de carga: 1.134 litros / 1.108 kg
Tanque: 76 litros
Peso: 2.016 kg
Desempenho:
Velocidade máx -180 km/h
0 a 100 km/h – 10 seg.
Consumo médio (urb+rodov) – 11 km/litro
Segurança: controles elet. de estabilidade
e de tração, 6 airbags (4 opiconais)
Preço (a partir de): R$ 169.690

Fonte: Blog Rebimboca

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *