Em primeira mão, conheça o novo Fiat 500 elétrico em versões Armani, Bulgari e Kartell

O principal lançamento internacional da Fiat para este ano é o… Cinquecento (foto). Não, você não leu errado, o carro é uma nova versão atualizada para aquele pequenino modelo urbano que chegou ao mercado italiano em 1957 e viveu até a década de 1970. E que, mais recentemente, em 2007, renasceu radicalmente modernizado, mantendo parte das linhas de seu pai genético. E é isso que também acontece com o sucessor que chegará às lojas em outubro. Batizado de Fiat 500 “La Prima” – ou A Primeira, em italiano –, como você pode comprovar nas fotos, o modelo rompe menos com o visual do anterior e mais, muito mais, com a tecnologia. Ele é o primeiro (daí o epíteto) carro da marca projetado do zero para ser totalmente elétrico. E deve ser, também, o primeiro elétrico da Fiat vendido no Brasil.

 

Daí que nosso país foi incluído no marketing global do carrinho, que esta semana terá como ação a estreia de um documentário sobre três exemplares customizados únicos que a fábrica encomendou a três grandes marcas de luxo italianas famosas no mundo inteiro, Armani, Bulgari e Kartell. Com o nome de “One-Shot”, o filme vai apresentar os bastidores da criação dos carros, com entrevistas com seus criadores e, claro, imagens dessas máquinas – que, infelizmente, não aparecem direito no (belo) trailer que veio com o release (veja no final do post).

 

 

Como este seu amigo aqui é curioso como só, pesquisa daqui, navega dali, consegui localizar três outros pequenos e belíssimos vídeos, produzidos originalmente para o Salão de Genebra deste ano, que acabou não acontecendo por causa da pandemia. Elesmostram os três carros em detalhes e resolvi fazer uma edição reunindo os três para a TV Rebimboca (abaixo). Assim você pode conhecer os modelinhos antes, aqui na Rebimboca.

 

Futuramente, esses carrinhos únicos serão leiloados e a grana obtida será doada para ONGs ambientais indicadas pelo ator americano Leonardo Di Caprio – amante da natureza e dos carros elétricos.

Alguns detalhes do novo Fiat 500 “La Prima” (dados do fabricante)

Sua autonomia é de até 400 km em ciclo urbano e de até 320 km em ciclo combinado (estrada + cidade). Isso porque, como todo elétrico, ele consome mais bateria em altas velocidades.

No carregador rápido de 85 KW, a carga para 50 km é feita em 5 minutos e 80% da capacidade total da bateria são atingidos em 35 minutos.

Novo Fiat 500 elétrico La Prima

Quem comprar o modelo leva junto um carregador (na verdade, um estabilizador de corrente) para a garagem de casa e um cabo para carga em outros locais.

 

 

 

O novo 500 traz uma série de recursos semiautônomos, como assistentes para estacionamento, para manter o carro dentro das faixas da estrada, para avisar sobre ponto cego, para manter automaticamente a distância do carro da frente, para frear sozinho em caso de colisão eminente e outras tantas coisinhas.

 

 

 

O pacote de conectividade também é caprichado e, além do que é possível fazer usando os recursos de multimídia na grande tela no painel, dá para controlar várias funções do carro por um aplicativo no celular, agendar e monitorar o carregamento da bateria, acionar o ar-condicionado (para já entrar no carro fresquinho) e pré-programar rotas.

Entre as muitas funções e modos de direção, há uma batizada de Sherpa Mode que, quando acionada e programada com o destino desejado, passa a otimizar todos os parâmetros de funcionamento do carro para que ele chegue até lá da melhor (e mais econômica) forma. Isso inclui desde a maneira como ele acelera e limites para a velocidade, até o funcionamento do ar-condicionado e outros acessórios, o gerenciamento da bateria e o tempo necessário para uma eventual recarga pelo caminho.

Assim como o atual Nissan Leaf, o novo 500 pode ser guiado usando apenas o pedal do acelerador, se assim seu motorista o desejar. Basta acelerar para andar e tirar o pé para ele frear e parar. Nesse modo, a energia da frenagem é recuperada e usada para recarregar a bateria.

 

 

Já em regime de pré-venda na Itália, o carrinho pode chegar ao Brasil em 2021, a depender da situação econômica – e pandemônica – em nosso país. Curti.

 

 

Eis o trailer para o documentário “One Shot”, sobre os modelos exclusivos:

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *