23 de maio de 2022
Walter Navarro

O Bandidista e os Desesperados


Ano passado, comparei Sérgio Moro ao alienista de Machado de Assis (1839-1908).
Importante registrar a data para mostrar, mais um a vez o quão cronicamente inviável é o Brasil.
Alienista, naqueles idos, era o psiquiatra de hoje. Pois bem, em “O Alienista” (1882), temos as aventuras do Dr. Simão Bacamarte.
Resumindo henrique cardoso: tratando a loucura, aos poucos, Dr. Bacamarte acaba prendendo em seu manicômio, a Casa Verde, praticamente todos os habitantes da cidade, Itaguaí.
Resumindo ainda mais e contando o final – porque, aqui, ninguém vai ler mesmo – “75% da população da cidade encontrava-se internada na Casa Verde. O alienista, percebendo que estava errado, resolve libertar todos os internos e refazer sua teoria: se a maioria apresentava desvios de personalidade e não seguia um padrão, então louco era quem mantinha regularidade nas ações e possuía firmeza de caráter. (pessoas são consideradas curadas ao apresentarem algum desvio de caráter).
Após algum tempo, o Dr. Simão Bacamarte percebe que sua teoria, mais uma vez, está incorreta, e manda soltar todos os internos novamente.
Como ninguém tinha uma personalidade perfeita, exceto ele próprio, o alienista conclui ser o único anormal e decide trancar-se sozinho na Casa Verde para o resto de sua vida”.
É exatamente o que está acontecendo com Sérgio Moro.
Moro vai acabar soltando todos os bandidos e trancar-se sozinho, em Curitiba, para o resto de sua vida.
A mais recente, não a última, tentativa de foder o Brasil, começando por Moro, Lava Jato, Pacote Anticrime, Reforma da Previdência e claro, Bolsonaro; seria mágica, não fosse cômica, ridícula, absurda, alienada, desesperada.
Em seu famoso samba, “Pecado Capital”, o sábio Paulinho da Viola captou e traduziu a filosofia: “…Quando o jeito é se virar, cada um trata de si. Irmão desconhece irmão e aí dinheiro na mão é vendaval, dinheiro na mão é solução e solidão”.
“Cherchez l’argent”! Ou “Yo quiero la plata”!
Se dinheiro na mão é vendaval; mão vazia, depois ter sido cheia e recheada, é tsunami. Não largam o osso nem a grito e paulada.
Centrão, esquerdinha, mas ordinária; corruptos e corruptores querem é foder o Brasil de novo, de novo e mais uma vez por todas. E foder liderados pelo Rei da Fudelância: Lula Livre.
No Brasil, onde alienista é doido e criminalista é bandido, vamos soltar o Adélio e prender a faca. Por falar nisso, na clonagem do telefone do Moro ele orienta algum alienista a declarar Adélio alienado e Bolsonaro culpado por ter intestino?
Por esta lógica, realmente, em três, quatro, cinco, seis meses; Bolsonaro criou 13 milhões de desempregados e afundou o Brasil na maior crise econômica de sua História.
No mar de lama, o desesperado, para não afundar, pisa na cabeça da própria mãe e implora: “Faz onda não…!”.
PS: esqueçamos esta bobagem toda e falemos de coisa séria. Neymar já mandou passagem para alguma fisioterapeuta brasileira?

Jornalista, escritor, escreveu no Jornal O Tempo e já publicou dois livros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.