28 de maio de 2022
Vera Vaia

Por um Punhado de Votos!


Estamos no quarto dia útil do ano e nada de muito útil aconteceu, mas já deu pra se ter uma ideia de como será a política até a próxima mudança de moscas.
Será como sempre foi! Políticos se demitindo de seus cargos pra que possam vir a ter novos cargos no futuro, políticos se vendendo para que venham a ter alguma vantagem em alguma coisa, político que tá mais pra lá do que pra cá, mostrando que seu poder tá mais pra cá do que pra lá, aos que ainda estão pra cá, mas mais perto de lá… E assim vai!
Nessa semana, Temer escolheu o deputado Pedro Fernandes do PTB do Maranhão para substituir o então Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Não deu certo!
Esse nome logo foi deixado pra trás, por causa de um veto que teria vindo lá das catacumbas maranhenses, ditado pelo Faraó Ramsés Sarney. E como aqui não se brinca com múmias ainda vivas, seu súdito, se ajoelhou, ou melhor, ficou de quatro, e acatou a ordem.
Embora todos tenham desmentido essa versão, ficou decidido que o deputado Pedro Fernandes não seria mais o Ministro e ponto final.
Aproveitando a deixa da vaga aberta, o deputado Roberto Jefferson, também do PTB, foi fazer uma visita ao doentinho Michel Temer e levou, além do caldo de galinha (ou pelo menos deveria ter levado. Teve um tempo em que todo mundo levava caldo de galinha a um convalescente) levou também o currículo de sua filha Cristiane Brasil, deputada federal pelo PTB do Rio de Janeiro.
Não se sabe como foi a conversa, mas é de se supor que Temer tenha levantado a lebre de que nominho da Cris, já foi citado pelos delatores da Odebrecht, pelo recebimento de R$ 200 mil de caixa dois, quando ainda era vereadora. É de se supor também que Bob tenha respondido que não há provas, e que além disso, ela está livre, leve e solta porque garantiu que não vai mais se candidatar, então não haveria necessidade de uma nova troca até as eleições, e também que essa nomeação poderia carregar um punhado de votos para a aprovação da tão almejada Reforma Previdenciária, uma vez que ele próprio, Bob Jeff, já se declarou amplamente favorável a ela.
Claro que tudo isso são só conjecturas. Jamais saberemos o que se fala entre as quatro paredes que abrigam os políticos, a não ser que tenha grampo ou gravador escondido.
E continuando a deixar que o imaginário tome conta das mentes do eleitor comum, poderíamos até supor que Jefferson tenha usado argumentos ainda mais convincentes. Todos sabem que ele é o Pai, o Filho e o Espírito Santo do Mensalão, e que ainda pode ter algum segredo recôndito. Chi lo sa! O fato é que o nome foi aceito e nossa nova Ministra do Trabalho será mesmo Cristiane Brasil, uma política de 44 anos, que já foi vereadora por três vezes no Rio de Janeiro, que é anti-Dilma (votou pelo impeachment) que é pró Temer (votou pelo arquivamento das denúncias contra ele), e que é a autora de um projeto que gerou um fuzuê na Câmara: ela pretendia com esse projeto, fazer subir os decotes e encompridar as saias das mulheres frequentadoras da casa. Não colou!
Sua vaga de deputada será preenchida pelo seu suplente Nelson Nahim (PSD-RJ), que vem a ser irmão do Anthony Garotinho, e que também vem a ser um ex-presidiário acusado de participar de uma rede de exploração, de crianças e adolescentes, Segundo a acusação, ele mantinha 15 meninas entre 8 e 17 anos, em cárcere privado, amarradas com correntes, trancadas com cadeado. Como se não bastasse, ele as obrigava a se entupirem das mais variadas espécies de drogas, antes dos programas, que chegavam, em média, a 30 por dia!
E agora, graças a São Lewandowski, o protetor dos filhosdasputas, esse sujeito vai pode se sentar confortavelmente em uma cadeira da Câmara, com direito a todas as mordomias que a deputância lhe permite!
Estamos bem, né? Ainda bem que em Outubro tudo vai mudar!
Vai mudar? Eu disse isso?

author
Mãe de filha única, de quatro gatos e avó de uma lindeza. Professora de formação e jornalista de coração. Casada com jornalista, trabalhou em vários jornais de Jundiaí, cidade onde mora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.