24 de abril de 2024
Colunistas Vera Vaia

Ô, abre alas aí!

🎶Ô abre alas, que eu quero passar. Peço licença pra poder desabafar🎶

Epa! Marchinha de carnaval em plena Quaresma? Que heresia é essa?, perguntariam os cristãos do mundo todo.

É que o vídeo veiculado pelo jornal americano The New York Times, mostrando o ex-presidente Jair Bolsonaro se abrigando na embaixada da Hungria, fez ressuscitar o carnaval logo numa Semana Santa, semana de reflexão e da prática do perdão. Mas não para os internautas e para a mídia. Sem dó nem piedade, todos caíram no frenético ritmo carnavalesco e estão pulando que nem pipoca com a divulgação desse vídeo.

Primeiro vem a pergunta óbvia: Por que o ex-presidente resolveu passar o carnaval numa embaixada? Em seguida vêm as piadas, e não são poucas! O fato ainda está repercutindo e os memes criativos não param de surgir.

É divertido imaginar Jair Bolsonaro chegando à noite no portão da embaixada da Hungria, apertando a campainha e pedindo pra abrirem alas pra ele.

  • Quem é?
  • Eu, Jair Messias Bolsonaro, o Mito. E aí quem é?
  • Eu, Miklos Halmai, o embaixador da Hungria. Em que posso ajudar? Se estiver pedindo comida, sinto muito mas já jantei e não sobrou nada.
  • Não é isso seu… Mike, Maicol…desculpa aí, é que você tem um nome esquisito, que não consigo falar. Hahaha. Tô aqui porque decidi passar o carnaval com você, já que tinha acabado ingresso pros camarotes do sambódromo no Rio – e olha que acionei a milícia toda, os bicheiros todos, e nem eles conseguiram arranjar um pra mim. Sacomé, agora não sou mais presidente, né? Outra opção era o carnaval da Bahia, mas eu não quis ir. Não vou atrás do Trio Elétrico porque tenho medo de levar choque. Hahaha. Então vou ficar muito agradecido se você me deixar ficar por aqui. Não sou muito exigente. Se tiver água e um cafezinho, nem que seja de garrafa térmica, tá bom demais. Aí aproveitamos para tratar de assuntos internacionais nestes dois dias em que pretendo passar na Embaixada. Sabe que manjo tudo sobre qualquer assunto, né? E depois o seu presidente, o Viquitor Orbán, é meu amigo. Ele iria ficar feliz de saber que vamos passar o carnaval juntos. Vai ser divertido e, quem sabe a gente até não funda a Escola de Samba Império da Hungria? Hahaha!

As imagens da chegada dele ao local mostrando desde sua entrada até o recebimento do travesseiro, água e cafeteira renderam, e ainda estão rendendo, piadas e mais piadas sobre o inusitado da coisa.

Memes com fotomontagens de Bolsonaro “cagão” de fraldas, ou escondido no box da cama, não faltaram nas redes sociais. Assim como frases como essas:

  • Quando você for a uma embaixada, não esqueça de levar sua cafeteira.
  • Promoção Airbnb: Quartos na embaixada da Hungria para a Semana Santa.
  • Prato do dia na embaixada: Escondidinho Húngaro.

E, pelo andar da carruagem, outro da família que em breve vai bater na porta da embaixada Húngara é o filho 0 (à esquerda) 5, Jair Renan. No último dia 27, Jairzinho se tornou réu pelos crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e uso de documento falso. Ele teria fraudado documentos de sua empresa RB Eventos e Mídia, para conseguir empréstimos junto ao banco Santander. Conseguiu e deu um calote de mais de R$ 360 mil. É claro que o honesto Renanzinho nega que tenha assinado documento que declarava um faturamento falso de R$ 4,6 milhões de sua empresa e muito menos que tenha pedido algum empréstimo.

Ô cuitado! Mais um “perseguido político” na família.

E a semana continuou com pedido de abre alas, desta vez para a Papuda.

Na manhã de domingo, dia 24, foram presos Chiquinho Brazão, deputado federal (União Brasil, que logo o expulsou), seu irmão Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio, e, pqp, o ex-chefe da Polícia Civil do Rio, Rivaldo Barbosa, todos suspeitos de serem os mandantes da morte de Marielle e de seu motorista Anderson.

Olha nas mãos de quem a população está. Esse Rivaldo que abraçava a família dizendo que ia resolver o caso teve a cara de pau de declarar, depois de preso, estar receoso de perder o cargo que estava ocupando na Coordenadoria de Comunicações e Operações Policiais, com salário de mais de R$ 32 mil por mês. Ē de cair o u da unda!

Bom, finalmente a coisa andou, como havia prometido o ex-ministro da Justiça Flávio Dino. Mas será que com essas prisões o caso Marielle fica totalmente esclarecido? Há quem diga que não.

E, por via das dúvidas, algumas embaixadas já estão pensando em começar a reforma de seus quartos de hóspedes.

Vera Vaia

Mãe de filha única, de quatro gatos e avó de uma lindeza. Professora de formação e jornalista de coração. Casada com jornalista, trabalhou em vários jornais de Jundiaí, cidade onde mora.

author
Mãe de filha única, de quatro gatos e avó de uma lindeza. Professora de formação e jornalista de coração. Casada com jornalista, trabalhou em vários jornais de Jundiaí, cidade onde mora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *