CEF Futebol Clube

caixaSe alguém tinha dúvidas quanto à capacidade de reação deste governo frente à gigantesca crise econômica, aí está a resposta. Ao contrário do presidente da Argentina, que tenta diminuir a participação do Estado no futebol, a presidente faz um gol contra ao distribuir R$ 83 milhões para dez clubes privilegiados. Parece até que tudo vai às mil maravilhas no país, principalmente a saúde pública.
Abro o caderno de esportes pela manhã e o que vejo? Uma foto exibindo a presidente da CEF comemorando efusivamente acordos supermilionários de publicidade com grandes clubes de futebol.
Será que a Caixa, o Banco do Brasil, a Petrobras e outros precisam de propaganda neste nível? Se alguém explicar o benefício que isso proporciona diretamente à população eu retiro a pergunta.
E, depois de tudo isso, de quebra, mais um cabide de empregos é criado, a Agência Reguladora do Profut, que certamente abrigará algumas centenas de companheiros regiamente pagos.
E não me venham com a historinha de que o dinheiro é carimbado, que tem destino no orçamento, bla, bla, bla… Temos pacientes morrendo à espera de atendimento em hospitais, desemprego nas alturas, Petrobras falida, governos estaduais e municipais tendo que tirar coelhos da cartola para pagar fornecedores e, ainda assim, a Caixa Econômica Federal abre o cofre para patrocinar times de futebol?
As chuvas que estão acossando as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste causaram inundações, destruíram pontes, moradias e colheitas, desabrigaram moradores, causaram crateras em estradas, impediram a movimentação de cargas e de pessoas, e prejuízos financeiros. No meio dessa tragédia, sem falar nos bebês nascidos com microcefalia, o governo petista resolveu dar dinheiro aos clubes de futebol.
Isso é, crime de responsabilidade! Essa gente está desligada da realidade! Até quando? Esta é a agenda positiva do governo Dilma?
Enquanto isso, protestos nas ruas, somente contra o reajuste das tarifas dos transportes públicos. Bussunda tinha razão: Eta povinho bunda!!!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *