30 de maio de 2024
Vinhos

Vinhos e seus Benefícios a Saúde II


Seguimos no tema da coluna anterior, tendo como fonte principal a excelente resenha de Jen Miller, neste link:
https://www.jenreviews.com/wine/
7 – Pele saudável e o vinho
O maior órgão do corpo humano também se beneficia dos altos níveis de antioxidantes presentes no vinho. O famoso banho de vinho inibe a acne, melhora a elasticidade, rejuvenesce e mantem a pele saudável e brilhante.
O consumo, moderado, também é recomendado: melhora a circulação e evita as rugas. Por outro lado, os excessos trazem efeitos nada desejáveis como desequilíbrio hormonal e desidratação, aumentando a chance de desenvolver a acne.
8 – Redução do risco de Esteatose Hepática
Popularmente chamada de Fígado Gorduroso, este distúrbio pode ser classificado em dois grupos: alcoólica e não alcoólica.
Um estudo que acompanhou 12.000 indivíduos nos EUA, apresentou estes resultados promissores. Para aqueles diagnosticados com a esteatose não alcoólica, um pequeno consumo de vinho trouxe benefícios na diminuição da doença.
Nos pesquisados que admitiram um ‘consumo tolerável’ de vinho, o risco de contrair esta doença foi reduzido em 50%, se comparado com indivíduos que não consomem nenhuma bebida alcoólica.
A má notícia é para os apreciadores de cervejas e destilados: o risco é aumentado, devido as toxinas do álcool que, no caso do vinho, são combatidas pelos antioxidantes presentes.
Resumindo: o vinho, se consumido com moderação, ajuda a manter o fígado saudável.
9 – Vinho branco combate a obesidade
Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 2,8 milhões de pessoas morrem anualmente devido a obesidade ou sobrepeso.
Os vinhos, principalmente os brancos, possuem em sua composição os antioxidantes Catequina, Quercetina e Resveratrol, considerados muito eficientes na diminuição do colesterol e capazes de ajudar na diminuição da gordura abdominal e na redução das inflamações decorrentes desta condição.
10 – Prevenção e diminuição dos riscos de acidentes vasculares cerebrais (AVC)
Denominados ‘derrames’ na linguagem popular, acontecem quando um vaso sanguíneo do cérebro fica bloqueado (isquêmico) ou quando se rompe (hemorrágico). Nem sempre são fatais, mas podem deixar sequelas indesejáveis. A prevenção é o caminho mais seguro para evitar um AVC.
Apesar do consumo de álcool ser aceito como uma das prováveis causas deste mal, o vinho, por ter em sua composição química diversos inibidores dos radicais livres, é visto como um aliado na prevenção desta doença.
O principal deles é o Resveratrol, visto como um neuro protetor que ajudaria a manter os nervos e vasos sanguíneos do cérebro em uma condição saudável.
O assunto ainda é controverso. Outros estudos demonstraram que se o consumo leve a moderado de vinho ajuda a prevenir o AVC isquêmico, o aumento da pressão arterial, decorrente deste consumo, pode induzir ao AVC hemorrágico.
11 – Aumento das defesas do organismo
Vinho tinto, principalmente, já está sendo visto por pesquisadores em todo mundo como uma vacina, ou pelo menos, como um potencializador de diversas vacinas.
Estes estudos, que começaram com testes em animais, confirmaram que o consumo regular da nossa bebida favorita aumenta, significativamente, as nossas defesas naturais contra cerca de 200 diferentes vírus, entre eles o da gripe.
Tudo por conta da presença do etanol e dos flavonoides antioxidantes.
12 – Prevenir a Osteoporose
Mais comum nas mulheres, a perda óssea ocorre à medida que envelhecemos. Nos casos mais graves, nossa ossatura fica muito frágil e sujeita a sérios problemas, mesmo com acidentes domésticos bem leves.
Uma pesquisa envolvendo somente mulheres, realizada na Universidade do Oregon, sugere que o consumo regular de vinho, aliado a uma boa dieta e exercícios, pode até mesmo reverter um processo inicial de perda óssea em indivíduos acima dos 65 anos de idade.
Mas todo o cuidado é pouco, pois se passarmos dos limites, estamos sujeitos ao desequilíbrio e suas consequências…
13 – Aliado no combate a placa dental
Segundo a American Chemical Society, o vinho pode prevenir a cárie dental.
Os polifenóis e os extratos das sementes de uva, podem inibir o crescimento das bactérias que provocam a placa dentária e a decomposição dos dentes.
Mas nada substitui uma boa higiene bucal e a visita regular ao dentista. O consumo habitual de vinho é interpretado como um aliado na diminuição de doenças da gengiva e dos dentes.
Esta pesquisa tem por objetivo encontrar novos compostos químicos para a produção de medicamentos ou artigos de higiene bucal mais eficientes. Um efeito colateral do vinho tinto é manchar os dentes. O estudo também avalia alguns tipos de canudos, específicos para consumir vinho, que evitem as manchas.
14 – Degeneração macular e vinho
Enófilos tem uma visão melhor?
Segundo o respeitado oftalmologista inglês Milind Pande do Vision Surgery and Research Centre in Hull, a resposta é sim.
A degeneração macular que é considerada uma doença incurável, é a principal causa da perda da visão devido a deterioração da mácula, a parte central da retina.
O Resveratrol tem a propriedade de diminuir o crescimento dos vasos sanguíneos da retina, que levam à degeneração macular.
Então, esqueçam as cenouras e aumente o consumo de vinhos. O Dr. Pande recomenda aumentar o consumo de vegetais como couve, brócolis e espinafre.
15 – Evitando pedra na vesícula
Um extenso estudo, conduzido pela Escola de Medicina da Universidade de East Anglia, Inglaterra, em cooperação com Departamento de Epidemiologia da Universidade de Cambridge e o National Institutes of Health, inglês, monitorou, durante 10 anos, 25.639 voluntários entre homens e mulheres.
Deste universo, 267 pessoas apresentaram pedras na vesícula. Este resultado foi confrontado com seus hábitos de consumo alcoólico.
Concluíram que a famosa recomendação de 1 taça de vinho por dia (175ml) reduzia em 32% o risco de aparecerem as pedras.
O principal objetivo do estudo era compreender as condições para a formação das pedras. O consumo regular de vinho, até um certo nível, mostrou-se um forte aliado na prevenção. Mas o excesso de qualquer bebida alcoólica teve justamente o efeito contrário e indesejável.
Semana que vem a parte final desta trilogia.
Bons vinhos e uma vida longa e saudável!
Fontes:
http://www.independent.co.uk/life-style/health-and-families/health-news/antioxidant-in-red-wine-could-help-reduce-acne-study-says-9768069.html
http://www.webmd.com/hepatitis/fatty-liver-disease#1
http://www.nutraingredients.com/Research/Red-wine-keeps-liver-healthy-suggests-new-study
http://www.who.int/gho/ncd/risk_factors/obesity_text/en/
http://www.livestrong.com/article/543041-is-red-wine-good-for-fatty-liver/
http://www.telegraph.co.uk/news/2016/11/24/glass-wine-day-could-protect-against-stroke/
http://www.telegraph.co.uk/news/science/10523027/Daily-glass-of-wine-boosts-the-immune-system.html
http://www.dailymail.co.uk/health/article-151568/How-glass-wine-help-beat-colds.html
https://www.nof.org/patients/what-is-osteoporosis/
http://healthland.time.com/2012/07/11/alcohol-does-a-body-good-study-finds-it-boosts-bone-health/
http://dentalpatientnews.com/is-red-wine-good-for-our-teeth-too/
http://www.dailymail.co.uk/health/article-2518040/Drinking-red-wine-good-SIGHT-Chemical-grape-skin-prevents-eye-disease-later-life.html
http://www.doctorshealthpress.com/general-health-articles/your-best-defense-against-these-kinds-of-attacks/
http://www.winespectator.com/webfeature/show/id/Wine-May-Prevent-Gallstones_4865
Vinho da Semana: não é remédio e nem vacina, mas nos matem saudáveis.
Casanova Reserva de Família Cabernet Sauvignon-Syrah 2012 -$$ (*)
Apresenta intensos aromas de frutas vermelhas maduras, especiarias, café, chocolate e tostado. O paladar é amplo e estruturado, com taninos robustos e redondos. Um vinho tinto delicioso.
Harmonização: Carnes vermelhas, Codorna, Cordeiro, Javali, Pato ou Ganso, Frango ensopado.
Compre aqui: www.vinhosite.com.br
(*) preço promocional nesta semana.

Tuty

Engenheiro, Sommelier, Barista e Queijeiro. Atualiza seus conhecimentos nos principais polos produtores do mundo. Organiza cursos, oficinas, palestras, cartas de vinho além de almoços ou jantares harmonizados.

author
Engenheiro, Sommelier, Barista e Queijeiro. Atualiza seus conhecimentos nos principais polos produtores do mundo. Organiza cursos, oficinas, palestras, cartas de vinho além de almoços ou jantares harmonizados.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *