30 de maio de 2024
Vinhos

Vinhos e seus Benefícios a Saúde I


Muito se discute sobre o poder de alguns compostos do vinho, entre eles o Resveratrol, de contribuírem significativamente para melhorar a saúde dos apreciadores desta bebida.
A famosa dieta Mediterrânea, seja na versão italiana, francesa ou espanhola, é usada como testemunho da saúde de ferro e longevidade daqueles que consomem, regularmente, a sua taça de vinho acompanhando as equilibradas refeições.
A autora neozelandesa, Jen Miller, publicou uma extensa lista com informações sobre este tema no seu blog:
https://www.jenreviews.com/wine/
Vamos apresentar um resumo, traduzido e adaptado, dos benefícios citados.
1 – O consumo regular de vinho tinto aumentaria o tempo de vida
Isto se baseia no efeito do antioxidante Resveratrol, que combate os radicais livres protegendo as nossas células e órgãos.
Um estudo feito pela Escola de Medicina da Universidade de Harvard, concluiu que a Sirtuína, uma proteína encontrada nos mamíferos, seria a chave para a longevidade. O Resveratrol funciona como um estimulante para esta proteína.
Mas há controvérsias…
2 – Vinho protege o coração
Doenças cardiovasculares são uma das maiores preocupações da nossa vida. Apesar de toneladas de informações sobre este problema de saúde, muitas pessoas não se preocupam e acabam sofrendo as consequências que ninguém deseja.
Um estudo endossado pela famosa Clínica Mayo confirma a tese que o consumo de polifenóis diminui consideravelmente os riscos de problemas cardiovasculares. O vinho tinto é particularmente rico em flavonoides, sendo o Resveratrol o mais importante, que são ótimos antioxidantes, diminuindo o Colesterol ruim (LDL) e aumentando o HDL ou bom Colesterol.
O consumo regular de 1 a 2 taças de vinho é a chave para diminuir risco de problemas cardíacos.
3 – Diabetes tipo 2 e o vinho
Tipo 2 é conhecida como Diabetes Mellitus, e a recomendação para os que são acometidos desta desordem metabólica é evitar o consumo de bebidas alcoólicas.
Entretanto, pesquisas recentes perceberam que o consumo regular e controlado, de vinho, ajudaria na diminuição dos níveis de açúcar no sangue, em até 24 horas.
As recomendações são:
– Medir a glicemia antes, durante e depois da ingestão;
– Jamais consumir bebidas alcoólicas com o estômago vazio;
– Consumo muito moderado.
Estas diretrizes são da American Diabetes Association.
4 – Antioxidantes do vinho combatem o Câncer
Tintos tem uma coleção destes antioxidantes, cujos efeitos estão próximos de um ‘elixir da vida’: resveratrol; quercetina; catequina; ácido gálico.
Na dose correta são capazes de destruir alguns tipos de células cancerosas, proteger os tecidos sadios, além de melhorar as condições para os clássicos tratamentos de radioterapia e quimioterapia.
Como se isto não bastasse, os compostos encontrados no vinho tinto inibem a aromatase, reduzindo as chances do câncer de mama ou do cólon.
Para os homens, consumo de regular de tintos diminui o risco de câncer prostático.
5 – Preventivo do Mal de Alzheimer
Certamente o atual mal do século. Não há quem não tema “ser pego pelo alemão”…
A demência, que é uma degeneração crônica das funções cerebrais, surge gradualmente com a idade e é um dos caminhos conhecidos para o Alzheimer. O consumo regular de vinho pode diminuir as chances de se desenvolver esta doença.
Tudo está ligado a boa irrigação vascular do cérebro. O Resveratrol é conhecido por manter os vasos sanguíneos em bom funcionamento, garantindo um fluxo constante de oxigênio e glicose para a nossa cabeça.
Um bom efeito colateral é melhorar a nossa memória.
6 – Nada de depressão e ansiedade
Este é um interessante estudo desenvolvido por uma organização espanhola, a PREDIMED – Prevencion com Dieta Mediterrânea, que pesquisou um universo de 5500 voluntários.
Os resultados devem ser interpretados com muita atenção e cautela, pois existe um limite muito bem definido quando se fala em depressão.
Perceberam que as pessoas que consumiam até 7 taças de vinho, por semana, eram menos propensas a estados depressivos do que aquelas que não consumiam nenhuma bebida alcoólica.
Por outro lado, as pessoas que ultrapassam este limite estão mais sujeitas a ficar prostradas e deprimidas.
Todo o cuidado é pouco então.
Semana que vem, mais alguns tópicos sobre vinho e saúde.
Até lá!
Fontes:
https://hms.harvard.edu/news/new-study-validates-longevity-pathway-3-7-13
http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs317/en/
http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/heart-disease/in-depth/red-wine/art-20048281?pg=2
http://www.healthline.com/health/type-2-diabetes
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2635702/
http://www.medicalnewstoday.com/articles/232992.php
http://www.foxnews.com/health/2013/08/30/does-wine-drinking-protect-against-depression.html
http://www.predimed.es/
Vinho da Semana: o melhor seria dizer vinhos da semana. O parceiro desta coluna, a Vinhosite/Vinhoclube, tem montado kits de vinhos para os mais variados gostos e bolsos.
Trio de Vinhos Bons e Baratos – $$
– Tinto Português Barão de Figueira Reserva 2013
– Tinto Espanhol Alcanta Roble 2015
– Vinho Tinto Espanhol Abadia Del Roble 2015
Imperdível.
Compre aqui: www.vinhosite.com.br

 
 
 
 

Eventos da Casa Rio Verde

Tuty

Engenheiro, Sommelier, Barista e Queijeiro. Atualiza seus conhecimentos nos principais polos produtores do mundo. Organiza cursos, oficinas, palestras, cartas de vinho além de almoços ou jantares harmonizados.

author
Engenheiro, Sommelier, Barista e Queijeiro. Atualiza seus conhecimentos nos principais polos produtores do mundo. Organiza cursos, oficinas, palestras, cartas de vinho além de almoços ou jantares harmonizados.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *