17 de abril de 2024
Colunistas Ricardo Noblat

Para não provocar uma catástrofe, Lula deixa o ministério como está

Uma coisa de cada vez.

Na quarta-feira (31), em conversa no Palácio do Planalto com o deputado Elmar Nascimento (BA), líder do União-Brasil na Câmara, Lula admitiu que poderá trocar peças do seu ministério.

Foi o que Nascimento contou aos seus colegas de bancada ao voltar à Câmara para a votação da Medida Provisória que garantiria ao governo sua atual configuração.

Na quinta-feira (1/6), provocado sobre o assunto por jornalistas, Lula disse que “só uma catástrofe” o faria reformar o ministério. Não poderia ter dito outra coisa para não causar alarme.

O União-Brasil conta com três ministros. Nascimento diz que os deputados do partido não se sentem representados por eles. Os três foram indicados pelo senador Davi Alcolumbre (AM).

Ocorre que Alcolumbre preside a Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Dela depende a aprovação do advogado Cristiano Zanin para ministro do Supremo Tribunal Federal.

Seria uma catástrofe para Lula arranjar briga a essa altura com Alcolumbre.

Fonte: Blog do Noblat

Ricardo Noblat

Jornalista, atualmente colunista de O Globo e do Estadão.

Jornalista, atualmente colunista de O Globo e do Estadão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *