Melhor que Lula já vá se acostumando

Pixuleco do ex-presidente Lula é erguido durante protesto realizado em Brasília (DF)
30/06/2019 (Adriano Machado/Reuters)

É pule de dez nos corredores do Supremo Tribunal Federal que Lula não será liberado para cumprir em casa o resto da sua pena no processo do triplex do Guarujá. O governo não quer, os militares também não, o PIB é contra e grande parte da mídia idem.
É pule de dez que o Supremo não atentará contra a reputação do ex-juiz Sergio Moro. Alguns ministros, individualmente, poderão fazê-lo, mas o coletivo jamais. Primeiro porque pôr Moro em risco significaria abrir a porta da cela para a saída de Lula.
Segundo, porque outras decisões da Justiça correriam o risco de ser questionadas. Assim, o melhor é deixá-lo sossegado a lamber suas feridas. Do procurador da República Deltan Dallagnol, encarregue-se o Ministério Público Federal cuja tendência é a de protegê-lo.
De maneira que, salvo graves, contundentes, escandalosas revelações que ainda possam emergir dos arquivos do site The Intercept e provocar uma hecatombe, em nome dos superiores interesses da Nação a Vaza Jato não prevalecerá sobre a Lava Jato.
Agosto, mês do cachorro louco, do ano sem graça de 2019 — ou excessivamente engraçado, descambando para o quase trágico.
Fonte: Blog do Noblat – Veja Abril

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *