20 de maio de 2024
Colunistas Professor Taciano

“Pau que deu em Bolsonaro também tem que dar em Lula”

Quem não lembra do maior alvoroço que os lulopetistas comunistas fizeram sobre os presentes recebidos por Bolsonaro, enquanto presidente de 2019 a 2020 e que até hoje tentam incriminá-lo, e cujos objetos foram alvos de investigação da PF como um kit da marca suíça: Chopard, dois relógios (um da marca suíça Rolex, acompanhado por joias, e outro da marca suíça Patek Philippe) e duas esculturas douradas folheadas a ouro.

Requerimento

Agora chegou a vez de os acusadores experimentarem do próprio veneno. O líder da oposição na Câmara, deputado Filipe Barros (PL-PR), protocolou um requerimento na 4ª feira (17.abr.2024) em que pede a lista de todos os presentes recebidos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PL), pela primeira-dama Janja Lula da Silva e pelos ministros de Estado, assessores e convidados em viagens oficiais.

Objeto do requerimento

Barros solicitou que sejam listados:

  • os presentes recebidos de 1º de janeiro de 2023 a 16 de abril deste ano; o encaminhamento dado aos presentes; a data de recebimento; o valor dos itens; a finalidade; a tramitação interna dentro da Presidência da República
  • Justificativa. Na justificativa do pedido, Barros citou que Lula fez 15 viagens no 1º ano do mandato, passando um total de 62 dias fora do país.

Conforme o congressista, “mesmo com o número significativo de viagens, não se observa efeitos positivos para o Brasil até o momento”. Também cita que o presidente teria recebido 231 presentes oficiais até junho de 2023, sendo a maioria oferecido por autoridades da China.

A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de São Paulo em junho de 2023, com informações recebidas via LAI (Lei de Acesso à Informação). Por fim, o deputado menciona que o TCU (Tribunal de Contas da União) determinou, em dezembro do ano passado, uma auditoria dos presentes recebidos por Lula. “A situação dos presentes recebidos por Lula gera tantas controvérsias que, em dezembro de 2023, o Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu por auditar os presentes recebidos no ano, antes mesmo do fim do mandato”, diz no requerimento.

Auditoria

A auditoria do TCU atendeu a uma solicitação da CFFC (Comissão de Fiscalização Financeira e Controle) da Câmara, de autoria do deputado federal Junio Amaral (PL-MG). O congressista pediu que a apuração fosse feita para comprovar a “legalidade no recebimento, registro e destinação dos objetos tratados como presentes e brindes pela presidência da República”.

Professor Taciano Medrado

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade do Estado da Bahia (1987)-UNEB e graduação em bacharelado em administração de empresa - FACAPE pela FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DE PETROLINA (1985). Pós-Graduado em PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL. Licenciatura em Matemática pela UNIVASF - Universidade Federal do São Francisco . Atualmente é proprietário e redator - chefe do blog o ProfessorTM

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade do Estado da Bahia (1987)-UNEB e graduação em bacharelado em administração de empresa - FACAPE pela FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DE PETROLINA (1985). Pós-Graduado em PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL. Licenciatura em Matemática pela UNIVASF - Universidade Federal do São Francisco . Atualmente é proprietário e redator - chefe do blog o ProfessorTM

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *