O papo dessa mulherada já deu!!! Já deu????


Nossa!!! A mulherada em geral anda reclamando muito do assédio sexual!
Deviam se orgulhar de serem olhadas, admiradas, desejadas!
Mas tem a pagina dois, como será que elas se vestem, como falam, como se comportam?
Tadinho do meninos cheios de testosterona vendo as meninas com shortinhos, sainhas micro, barriga de fora, peitos bem salientes… ou calças justas no style “fuck me please!” também não dá né?
Deixa o cara olhar… sempre existiu isso. Agora virou moda dizer que foi estuprada, dizer que sofreu assédio, que só tem homem tarado. Uai…sempre teve!!!
Respeitem-se e serão respeitadas. Eu mesma que sempre fui uma pessoa moderna e liberal acho esse tema um porre! Já cansou. Já deu. Já deu???
Quem nunca levou uma encostada bacana de um homem num ônibus lotado na volta do colégio? No Metrô? Quem nunca viu um cara exibicionista na rua? Quem nunca foi encarada, perseguida por um cara num local público?
Essas mulheres que se queixam – para chamar a atenção – deveriam nas academias que frequentam para deixar o corpo sarado e a bunda dura, aprender a se defenderem já que se mostram tão “sexies”, tão modernas, tão avançadas… e tão frágeis! Segura a onda. Façam jiu jitsu, artes marciais, aprendam a dar uma joelhada nos “ovos” e bola pra frente!
Não me refiro àquelas mais frágeis e recatadas, ou mesmo morando em locais mais distantes onde muda o cenário.
Mas por aqui as coisas são assim mesmo. Quer ser moderninha? Toma o assédio!
Na época da minha juventude quando voltava para casa com as amigas do Mackenzie, pegávamos o ônibus na Consolação, bem na hora do ônibus lotado, Levávamos alfinetes. Encostou toma uma alfinetada. Riamos muito! E os espertinhos iam para a frente do ônibus, quando não desciam por vergonha.
E do tempo dos bailinhos do colégio Pasteur, a gente mocinha e começando a usar soutien com bojo e bico fino? Tiravam a gente para dançar e se o menino era mais “abusado”, só dançava de rosto colado! Nossa… sinal de alerta! E se fosse um pouco “mais abusado” e desse aquela apertada nas costas para dançar mais colado, o bico do soutien entrava para dentro e na parada da dança cheek to cheek o bico fino voltava para o lugar.
Tuffff…   Afff… um escândalo. Eram outros tempos e hoje é tudo muito rápido. Que pena. A gente que viveu os anos dourados viveu cheio de amor e paixão. Era muito melhor.
Não sou saudosista, apenas vejo o que acontece com os jovens de hoje e sinto muita pena.
Acabou aquela coisa gostosa do “de devagar.” Primeiro o namorado pegava na mão, depois de meses pegava naquilo e muito, muito depois aquilo naquilo… E casavam!!!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *