Dia de Finados


Hoje, feriado de Finados.
A data onde todos os que perderam seus entes queridos fazem reflexões sobre a perda, sobre a morte.
Dia de visitar seus túmulos e colocar flores, acender velas ou deixar uma pedrinha em cima da lápide.
Por isso temos que beijar e abraçar e sobretudo amar muito enquanto podemos. Enquanto estamos vivos e eles também. Deixar as frescuras e mágoas de lado e aproveitar enquanto podemos ter quem gostamos perto de nós.
Na lápide do meu pai, que se foi já há bastante tempo e foi muito amado por todos, está escrito: “‘Quem vive no coração daqueles que lhe são caros, não morreu, apenas está longe.”
Sim, ele apenas está longe, pediu que isso fosse colocado no seu túmulo. Por isso quando penso nele, apenas sinto que ele está longe, mas tão vivo dentro de mim!
Suas conversas, sua índole, seu estilo esportista coisa que passou para nós e para os netos, sua simplicidade e filosofia de olhar a vida.
Mamãe que faleceu já um ano e pouco, faz muita falta ainda. Moro perto da casa onde ela morava e quase todos os dias passo em frente e lembro dela na janela. Dos nossos papos na porta na escadinha para o jardim. Nossos cafezinhos na Ofner, nossos passeios pelo parque Ibirapuera, ou somente ir comprar pão em alguma padaria distante para ela passear de carro, coisa que ela adorava. Saudades mas consciente que fizemos tudo por ela até seus 93 anos de idade.
Nem sempre fui presente na vida dos meus pais. Minhas irmãs foram mais presentes do que eu. Mas depois que o meu pai faleceu eu me senti na obrigação de assumir cuidar mais dela, passear, viajar com ela, curtir a mãe que eu não conhecia direito. Ficamos intimas e ela virou a filha e eu a mãe. Difícil!!!
Acordei a tempo de poder usufruir alguns anos na companhia dela. Pude demonstrar isso em vida, durante os últimos seis anos em que ela ficou doente. O ano passado ela piorou muito e já estava bem fraca e fora da realidade. Mas todos sempre juntos e com ela.
A palavra orfã sempre me deu calafrios. E hoje apesar de ser orfã de pai e mãe não me sinto assim.
Recentemente perdi minha irmã. O céu deve estar em festa com todos juntos.
Abracem e beijem seus entes queridos.
Isso faz um bem enorme para eles e para quem oferece amor e carinho.
E hoje nem fui ao cemitério. Lá estão somente os corpos. A alma está aqui comigo.
O amor é eterno.
Portante desejo Luz e Amor aos meus pais e aos meus antepassados. Vocês moram no meu coração para sempre! Gratidão por tudo o que eu tenho e pelo que eu sou!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *