17 de abril de 2024
Saúde

Nefrite

Os rins são dois grandes órgãos em forma de feijão, localizados na região lombar (costas). Dentro deles existe um novelo minúsculo de vasos sanguíneos, chamados glomérulos, responsáveis por filtrar o sangue, removendo os resíduos tóxicos e o líquido em excesso que, mais adiante, constituirão a urina. Num rim saudável, esse processo de filtragem ajuda a manter os glóbulos vermelhos e as proteínas na corrente sanguínea, evitando que passem para a urina.

A nefrite é um termo utilizado para descrever um conjunto de doenças que causam uma inflamação nos glomérulos. Esta inflamação afeta a capacidade do rim de filtrar os resíduos tóxicos e o líquido em excesso.

Em muitos casos, não é possível explicar suas causas, mas, geralmente, ocorrem como uma resposta do sistema de defesa do organismo a uma “agressão” – que pode ser um medicamento, uma substância tóxica ou uma infecção.

Frequentemente, a reação do corpo às “agressões” danifica os rins, provocando inchaço e cicatrizes nos delicados filtros que são os glomérulos.

A nefrite pode ser aguda ou crônica. A forma aguda desenvolve-se subitamente, por vezes após uma infeção na garganta ou na pele, podendo necessitar de tratamento com antibióticos para evitar que provoque uma reação grave no rim.

A nefrite crônica desenvolve-se de forma silenciosa, sem sintomas, ao longo de vários anos e pode levar à insuficiência renal.

Causas de nefrite:

– Infecções por bactérias, vírus, etc.,
– Pessoas com doenças dos rins, câncer, diabetes, HIV, doença falciforme, doenças autoimunes como o lúpus ou a Síndrome de Sjogren têm maior risco de sofrer de nefrite;
– Ser exposto de forma prolongada às toxinas como lítio, chumbo, cádmio ou ácido aristolóquico.

Sintomas:

– Diminuição da quantidade de urina;
– Urina avermelhada ou com cor de “Coca-Cola”;
– Excesso de suor, especialmente no rosto, mãos e pés;
– Inchaço dos olhos ou das pernas;
– Aumento da pressão arterial;
– Presença de sangue na urina.

Tratamento:

O tratamento vai depender do tipo de nefrite e, por isso, no caso da nefrite aguda o tratamento pode ser feito com repouso absoluto, controle da pressão arterial e redução do consumo de sal. Se a nefrite aguda foi provocada por uma infecção, o médico nefrologista pode prescrever um antibiótico.

Prevenção:

Cuidar da saúde como um todo ajuda a proteger a saúde do rim. Recomenda-se:

– Praticar exercícios físicos regulares;
– Evitar o excesso de sal, carne vermelha e gorduras;
– Controlar o peso corporal;
– Controlar a pressão arterial;
– Controlar o colesterol e a glicose;
– Não fumar;
– Não abusar de bebida alcoólica;
– Evitar o uso de anti-inflamatórios não hormonais;
– Ter cuidado com quadros de desidratação;
– Realizar, uma vez por ano, exames laboratoriais para avaliar a saúde dos rins: dosagem de creatinina no sangue e análise de urina;
– Consultar regularmente seu clínico;
– Não fazer uso de medicamentos sem prescrição médica.

Pacientes idosos, portadores de doença cardiovascular e pacientes com história de doença renal em familiares têm grande potencial para desenvolver lesão renal e devem ser avaliados periodicamente.

IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Dica elaborada em outubro de 2022.

Fontes:

Associação Portuguesa de Insuficientes Renais
Fundação Pró-Rim
Sociedade Brasileira de Nefrologia

Fonte para O Boletim: saude.gov.br

O Boletim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *