15 de junho de 2024
Turismo

Os jardins de Marqueyssac, no Périgord

Parte dos Jardins de Marqueyssac, composto principalmente por buxinhos trabalhados com técnicas de topiaria. (Foto: en.sarlat-tourisme.com)

INTRODUÇÃO

Quem leu meu post anterior “PÉRIGORG, A TERRA DOS 1001 CATELOS” já sabe que considero a região do Périgord, também conhecida como Dordogne, como uma das mais lindas da França. E que Sarlat-la-Cáneda, Beynac-et-Cazenac, La Rocque Gageac e Domme são minhas cidadezinhas favoritas. Clique aqui para ler o post.

Mas a região tem muito mais a oferecer como a Gruta de Lascaux, conjunto de cavernas com pinturas rupestres de 15.000 anos a.C. Isso mesmo, 15 mil anos antes do nascimento de Cristo! É impressionante!

Há vários outros atrativos como muitos castelos medievais e lindos jardins abertos à visitação.

Hoje vou falar sobre os Jardins de Marqueyssac, localizado entre Beynac e La Rocque Gageac, a 4km desta última. Localizado sobre uma falésia, a 130m acima do rio La Dordogne, proporciona vistas deslumbrantes do entorno, além da beleza do próprio jardim, todo em topiaria, que são técnicas de jardinagem que fazem arbustos assumir formas definidas. Esse jardim cerca um “château”, castelo/residência do início do século XIX, bastante singelo.

O parque ocupa uma área de 22 hectares, onde há mais de 6km de trilhas sombreadas que levam aos destaques da propriedade, como os miradouros com suas vistas sensacionais.

Ao ingressar no jardim a visão surpreende. (Foto: Mônica Sayão)
Apesar de ser um “château”, que traduzido para o nosso idioma é um “castelo”, este é bem singelo e com dimensões reduzidas. (Foto: Mônica Sayão)
Os Jardins de Marqueyssac ocupam o topo de uma falésia, em níveis, com lindas vistas do entorno do rio La Dordogne. (Foto: Mônica Sayão)
Os jardins estão 130m acima do rio La Dordogne. (Foto: Mônica Sayão)
Vistas maravilhosas a partir dos jardins, em especial a partis dos miradouros existentes. Esta cidadezinha é La Rocque Gageac. (Foto: Mônica Sayão)
Vista diferente e bucólica, porque o rio faz curva em frente a Marqueyssac. (Foto: Mônica Sayão)
Vista de outro ângulo a partir dos Jardins de Marqueyssac: desta vez a vista é para a cidadezinha de Beynac-et-Cazenac, com seu imponente castelo no topo.
(Foto: Mônica Sayão)
O sol abriu no final de nossa visita: agora Beynac-et-Cazenac vista mais de perto. (Foto: Mônica Sayão)
Outro ângulo de Marqueyssac com sua topiaria. (Foto: Mônica Sayão)
Almoço leve e delicioso nos Jardins de Marqueyssac, no restaurante e salão de chá do parque, logo ao lado do château, ao ar livre. (Foto: Mônica Sayão)
Uma delícia de sobremesa para coroar a visita aos jardins. (Foto: Mônica Sayão)

HOSPEDAGEM

Continuo achando que o melhor lugar para se hospedar é em Sarlat-la-Caneda, pela variedade de hotéis e airbnbs, e também de restaurantes e lojas. Vou repetir aqui o que sugeri no post sobre Sarlat.

Em Sarlat-la-Canéda:

  • PLAZA MADELEINE & SPA – hotel 4*, com excelente localização, junto ao centro histórico, e muito bom hotel no geral. Clique aqui para mais detalhes.
  • HOTEL MONTAIGNE – hotel 3* muito bom, com ótima localização a 150m do centro histórico de Sarlat, com estacionamento próprio pago ou estacionamento público próximo. Clique aqui para mais detalhes.
  • SARLAT CÔTÉ JARDIN – bed & breakfast 3*, a 150m do centro histórico, é um charmosíssimo lugar para hospedagem, com decoração e jardins caprichados. Clique aqui para mais detalhes.

COMO CHEGAR

Para se chegar à região do Périgord (Dordogne), vindo do Brasil, o aeroporto mais próximo é o de Bordeaux, cidade que vale muito ser visitada. De lá até Sarlat há a opção do trajeto por trem ou de carro, ambos com duração de 2h, que sempre acho mais interessante porque dá mais flexibilidade. Os Jardins de Marqueyssac estão 8km ao sul de Sarlat.

Se for de carro, há estacionamento gratuito ao lado da entrada dos jardins.

Os ingressos para os jardins devem ser comprados online. O bilhete pode ser conjugado com visita ao castelo de Castelnaud, a 3km de distância. Esse castelo medieval abriga um museu sobre a Idade Média, vale conferir.

Nas quintas-feiras dos meses de julho e agosto há visitação noturna aos jardins, das 19h à meia-noite.
É lindo porque os jardins e castelo ficam iluminados.

QUANDO IR

O melhor período para se visitar a região é de junho a outubro. Nunca é muito quente no verão, a temperatura máxima é de 27ºC em julho. Se houver opção de escolha, eu sugiro o mês de setembro, quando além de haver menos turistas, há um evento no 3º fim de semana do mês, que são as Journées Européennes du Patrimoine, que em Sarlat é mais do que especial. O centro histórico fica totalmente iluminado com velas e há vários eventos de música e teatro. Não sei se as outras cidadezinhas também ficam iluminadas, mas só de presenciar o evento em Sarlat já vale demais.

Esta foto tirei do lado do restaurante e café de Marqueyssac. Almoçar ou tomar um café com esta vista é um privilégio! (Foto: Mônica Sayão)

LINKS PARA OS HOTÉIS:

PLAZA MADELEINE & SPA

HOTEL MONTAIGNE

SARLAT CÔTÉ JARDIN

Mônica Sayão

“Arquiteta de formação e de ofício por muitos anos, desde 2007 resolveu mudar de profissão. Desde então trabalha com turismo, elaborando roteiros e acompanhando pequenos grupos ao exterior. Descobriu que essa é sua vocação maior.”

“Arquiteta de formação e de ofício por muitos anos, desde 2007 resolveu mudar de profissão. Desde então trabalha com turismo, elaborando roteiros e acompanhando pequenos grupos ao exterior. Descobriu que essa é sua vocação maior.”

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *