Um post aqui outro ali

Delação

Recompensar quem delata esquemas de corrupção, sim. Mas anistiar, NÃO. É a mesma coisa que o assassino que matou cinco vai lá, entrega certos cúmplices (protege outros), os cúmplices são presos e ele, que ficou com a maior parte dos bens das vítimas fica rico, solto e ainda diz que a crueldade dos cúmplices é uma vergonha. Só no Brasil, depois de 14 anos de organização criminosa no poder. E muitos continuam a ocupar postos para serem úteis e subservientes… Vai ser muito difícil desinfectar esse país.
 
 
 

                                                                            Correios


Este mês não recebi uma única conta a pagar entregue pelos Correios. Paguei com 2a. via baixada pela internet. Alguém mais não recebeu? Ou será uma questão de sorte, não de padrão de qualidade? Será que estão fazendo alguma greve e que a greve agora é secreta, como são secretas até hoje as contas dos cartões corporativos da Dilma Rousseff, por exemplo? E se a empresa pública não atende ao interesse público, mesmo com as exorbitantes tarifas cobradas, por que não privatizar tudo? Assim acabaria a corrupção, a distribuição de cargos e a terceirização, sempre superfaturada.
 
 

Maduro, sua Constituinte e o PSOL


Escreveu Mentor Neto :
“É absolutamente revoltante a declaração do PSOL (abaixo) em apoio ao Governo Maduro.
Mostra como a esquerda brasileira definitivamente mergulhou no mais profundo poço de radicalismo.
A “Revolução Bolivariana”, como afirma o manifesto do PSOL, não passa do esforço ditatorial de Maduro em se perenizar no poder, custe o que custar. Mais de 100 manifestantes foram assassinados apenas por contestar a eleição de uma Assembleia Constituinte considerada ilegal pela Procuradoria-Geral.
Não bastasse isso, os candidatos são todos do partido governista.
Não há oposição concorrendo.
Maduro afundou o país.
Enterrou a economia.
Cerceou direitos institucionais.
Maduro está a frente de uma ditadura inaceitável nos dias de hoje.
E não é razoável que nem mesmo a esquerda apoie suas atitudes, seja lá quais forem os objetivos.
Não é como pensa Gleisi Hoffmann no PT.
Não é como pensa o PSOL.
Vivem num mundo onde os fins justificam os meios, mesmo que os meios sejam assassinar quem pense diferente”.
Segue a bizarra declaração do PSOL:
“Toda solidariedade à Revolução Bolivariana
A Venezuela enfrenta dias dramáticos. O enfrentamento político interno coloca as forças políticas em claro confronto. De um lado estão quase duas décadas de conquistas populares, de apropriação da riqueza petroleira por parte do Estado, de expansão dos direitos e garantias sociais e de uma rota da transformações profundas. De outro está uma oposição de direita ultraliberal, golpista e com sólidos laços com a Casa Branca e com o sistema financeiro internacional. Além disso, tais forças contam com o apoio dos governos conservadores da América Latina e da Europa e com o suporte dos golpistas brasileiros.
Não nos iludamos. Por mais que possamos identificar equívocos na condução da Revolução Bolivariana por parte do governo Nicolás Maduro, a radicalização das posições coloca como única alternativa à sua continuidade a tomada do poder pela direita. Não há meio-termo e não há terceira via.
As dificuldades maiores do país estão em sua crônica dependência do petróleo, quadro que só pode ser alterado com firme intervenção estatal e em condições muito diferentes das atuais. A convocação de um processo constituinte visa ampliar a legitimidade de um governo que mudou a face do país, sob o comando do presidente Hugo Chávez.
O PSOL sabe que numa situação de confronto, a neutralidade significa apoio tácito ao lado mais forte. Por isso, manifestamos apoio ao processo constituinte proposto pelo governo Maduro e ao aprofundamento das transformações sociais naquele país.
Secretaria de Relações Internacionais do PSOL, 31/07/2017.”

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *