26 de maio de 2022
Junia Turra

Caos geral


Os Titãs pediram e os bichos escrotos saíram dos esgotos empoderados, e empoeirados. Um país empoderado: em poder de gente sem qualquer visão além do próprio umbigo, numa diminuta pauta de prazeres pessoais e distorções em grupo.
Começa com gordas e criaturas em processo de engorda, que se exaltam com quaisquer outros que sejam aquilo que elas não conseguem ser.
Vejam a inversão de valores: o mundo tem que ser gordo porque eu como, como e como , não consigo ser o tipo que gostaria, então foda-se: engordem todos.
Mas eu continuo querendo mesmo é ser magra. Haja psiquiatra para dar conta desses tipos histriônicos em arrobas e toneladas.
Só pra constar: bonjour, somos magras! Mas sem aquele histerismo de vomitar o que se come ou focar na perna fina esquelética e na cara de caveira.
Equilíbrio é bom e todos deveriam gostar… Faz um bem!
Além da turma empoderada tem a “empoeirada”!
Lembram daquele helicóptero do esportista cruzeirense e senador Zezé Perrela, sustentáculo político de Aécio Neves? Neves lembra pó, não acham?
Helicóptero com meia tonelada de pó, pra cheirar, droga pesada. E inquérito arquivado, todo o pó pra debaixo do tapete. Mas e o que estava no helicóptero, cadê? Onde foi parar?
Dilma no debate com Aécio, no segundo turno das eleições presidenciais, sequer citou o fato. Preferiu bater na história de um aeroporto no interior das Minas Gerais.
Será que o eleitorado teria mais rejeição a um aeroportozinho que aviõezinhos e heliPÓpteros possam descer ou ao pó transportado?
Senadores da República como Aécio Neves e Lindenbergh, citados e relacionados ao pó deles de cada dia, o mundinho político com suas orgias de drogas, pedofilia (o sítio no interior de SP, aquele assessor da senadora petista do Sul do país, político também); fora os milhões, bilhões e zilhões que cafonas de uma construtora baiana e cafonas de um açougue do centro-oeste levaram do país num esquema inacreditável que envolve o megalomaníaco doidaço do triplex, do sítio em Atibaia, e um mar de lama até com roubo de Cristo Barroco e obra de Van Gogh, até o presidente morreu, levando junto toda a classe política. Exceções, se houver, é pra contar nos dedos.
E o resultado disso é escancarado:
A policia militar de São Paulo cumpria ordens judiciais de desocupação conforme a letra fria da lei. Ponto. A Polícia cumpre. Eis que o secretário pede pinico e quase se borra todo para dizer que houve excessos na retirada de bandos de drogados da cracolândia. Essa turma se espalha e no noticiário escancara com imagens e informações: ali está o grupo de traficantes que abastece os “usuários de droga”.
Paraaaaaaa tudo: cadê a policia? Trafico de drogas não é crime? Uso também não? Tem alguma coisa muito errada.
Lembram daquele desembargador do Tribunal de Justiça das Minas Gerais, um gordo, Hélcio Valentim de Andrade Filho, que vendia habeas corpus para tirar traficante da cadeia e no esquema estava um primo do ainda senador Aécio das neves? Pois o tal desembargador foi aposentado compulsoriamente, carteira da OAB ativa e advogando no Espírito Santo… Amém! E nós tomando no fiofó, a maioria contando moedinha pra tomar um trago e ver se engole toda essa droga.
Vai descer goela abaixo? Empoderados e empoeirados e ao pó retornaremos.

author
Jornalista internacional, diretora de TV, atualmente atuando no exterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.