A Escola diz que é o NEW NORMAL, banheiro para todos os sexos

Foto: Arquivo Google – Pottstown Mercury
ALEXIS LIGHTCAP ME REPRESENTA: NO!!!! BASTA! O NEW NORMAL vai ser no grito!
Alexis, adolescente que mora na Pensilvânia vai pra galera e grita que não vai aceitar mais ser intimidada ao entrar no banheiro feminino da escola  e dar de cara com um homem. Homem, homem que se acha mulher, no banheiro feminino? NO!
Achem o que quiser, mas o subjetivo é pessoal. Opção sexual pessoal e intransferível.
Mas vai mijar de acordo com a natureza. Nasceu macho, banheiro masculino. Nasceu fêmea, banheiro feminino.
A coisa agora vai ser no grito. CHEGA!
Professores que ensinam apanham nas escolas.
Professores que não são ligados aos sindicatos e não aderem as greves são afrontados. BASTA!
Alunos que não apoiam a esquerda, a pauta trans,  liberação de droga, sexo grupal, pedofilia, incesto, são ofendidos e perseguidos por professores e colegas. CHEGA!
A opção sexual, a comida que se quer comer, carne SIM ou NÃO, sem ouvir opinião alheia e doutrinação. BASTA!
Pauta do Clima?
Primeiro o saneamento básico, educação e vigilância contra o abuso sexual para evitar gravidez na infância e adolescência. CHEGA!
Carro a Diesel polui?
Pelo fim dos jatos para particulares! BASTA!
Os antifa, são os que agridem, destroem, avançam. E se passam por vítima. Para evitar o confronto, recuamos. Mas agora não mais. CHEGA!
Quem muito abaixa a bunda aparece e quem vê não agradece.
Trump, Bolsonaro, Putin, o líder chinês Xi Jinping, Sebastian Kürz e todo o Leste europeu  e os antiglobalistas e anticomunistas vão botar a boca no mundo! Quem vai calar a boca, estudar e trabalhar vai ser a turma das ONGS, das benesses.
CHEGOU!!!
Não vamos mais sustentar. Vamos gritar. Estamos gritando. E se tentarem nos intimidar, a coisa vai ser outra coisa.
“Ave, Cesar” é a expressão que ativa a voadora pra quem está de saco cheio de ser humilhado, diminuído, criticado e ter que pagar a conta da esbórnia alheia.
Keep distance!
Ou o pau vai comer!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *