Essa é a imagem mais bonita que você vai ver hoje

foto: Neal Boenzi
Quem acredita em portais do tempo? Quem viu “Dark”? “As Crônicas de Nárnia”? “Dr. Who”? Quem leu “Novembro de 63”, de Stephen King?

Fotografias são portais. Existem. Por através e por trás do seu acetato aparentemente bidimensional escondem-se mundos. Que já foram revelados. Mas que aguardam quem os revele. Esses portais me salvam, todos os dias.

Estamos em abril de 1978. O fotógrafo Neal Boenzi, do New York Times, vaga pela Grande Maçã em busca de… fragmentos de vida. Portais.

Encontrou essas crianças, de Upper Manhattan, plantando amendoins em vasos de flores, no Central Park. Parte de um programa que visava ensinar como se fazia… manteiga de amendoim.

Após plantar, as crianças decoravam os vasos onde estavam aninhadas as sementes.

Eu pouco me importo com manteiga de amendoim. Mas o que eu vislumbro, aqui, por entre essa fresta entre mundos e tempos, é um grupo de crianças que ainda não aprenderam a odiar. Apenas crianças – sem raça, gênero ou qualquer outra coisa que as separe, em pleno ato de plantar. Fazer germinar.

O ano de 2021 me chama, mas quem disse que eu quero voltar?
Quero ficar aqui, viajante do poço do tempo, exatamente onde estou, um exilado do meu tempo, em uma manhã no Central Park, em um mundo que eu acredito que ainda existe.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *