Dom Tarcísio I e único

Tarcísio Meira, para mim, foi, senão o maior ator brasileiro, pelo menos o único que tinha porte para se destacar internacionalmente, em Hollywoods e Venezas, mas principalmente Hollywood.

E quando falo “porte”, falo em todos os sentidos: porte como ator e sobretudo porte físico.

Tarcísio era da estirpe dos homens de antigamente, talhados em pedra e cortados no aço, da linhagem de um Gregory Peck, de um Cary Grant.

Não que sua nobreza física eclipsasse seu enorme talento: acompanhei sua carreira em inúmeros papéis marcantes, indo do drama de “Irmãos Coragem” à comédia rasgada de “Guerra dos Sexos”, em personagens que ele interpretava com igual maestria.

Mas talvez o maior momento de sua carreira, para mim, tenha sido o desempenho como um dos maiores heróis brasileiros, o imperador Dom Pedro I.

O homem certo no personagem mais certo ainda.

Vá em paz, Dom Tarcísio I – e único.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *