24 de abril de 2024
Veículos

Esportivos GT-R da Nissan fazem 55 anos

Cá entre nós, 55 anos de lançamento não é lá dos números mais redondos para justificar uma efeméride, mas quando recebi esse material do pessoal da comunicação da Nissan, na mesma hora pensei em fazer um post. Ei-lo. E trata das origens e trajetória da linhagem esportiva da marca japonesa, representada pelo icônico GT-R, modelo esportivo e que tem seu nascimento oficial no lançamento do primeiro Skyline GT-R, em 1969. (acima, imagem da comemoração dos 50 anos do GTR).

Isso como Nissan, pois a história do modelo Skyline começa um tanto antes, em 1957, quando o primeiro carro com este nome chegou às lojas sob a marca Prince – então uma montadora independente. E esse carro nem tinha nada de esportivo, era um comportadíssimo sedã de quatro portas, com pretensões a conquistar o segmento de luxo. A vocação esportiva do nome Skyline começou a se revelar em 1964, quando o modelo ganhou versão mais incrementada, a GT, criada para participar de corridas.

Em 1966, a Prince Motor Company foi incorporada à Nissan e, em 1969, surgiu o primeiro Skyline GT-R, que aos poucos foi ganhando mais desempenho e personalidade – e as características que marcariam esses carros, como tração traseira, grande potência e torque e uma manobrabilidade bem acima do padrão, especialmente de sua época.

Ingredientes fundamentais, também, para o desenvolvimento do drifting (na foto, um Nissan Skyline GT-R R34), que de demonstração de habilidade para pilotos ousados acabou se transformando em categoria do esporte automotor e, junto com esses modelos, ajudou a criar a (boa) fama dos esportivos japoneses pelo mundo afora.

Em 2008, a Nissan deixou de usar o nome Skyline em seu esportivo, que passou a ser chamado simplesmente de GT-R, com séries e configurações especiais surgindo ao longo do tempo.

A seguir, incluo algumas fotos e informações sobre gerações que marcaram a trajetória do modelo.

Aqui o Prince Skyline Deluxe (1957), lançado pela Prince Motor Company em 1957.
O modelo passou a se chamar Nissan Skyline em 1966.
Aqui, o primeiro Nissan Skyline 2000 GTR, apresentado no Salão do Automóvel de Tóquio de 1969. Foi o primeiro com motor de seis cilindros em linha de 160 cv, bastante forte para a época. . A primeira geração do Nissan Skyline foi comercializada de 1969 a 1972.
O Skyline 2000GT foi lançado em 1974. A geração C110 foi produzida entre 1973 a 1977 e incluiu uma versão
GT-R, lançada em 1973.
Este é o Skyline H/T Turbo 2000GT-ES de 1981. Denominado R30, tinha versões cupê, sedã de quatro portas, hatchback com cinco portas e SW de quatro portas.
O R31 Skyline, de 1986, tinha esse ar comportado, mas vinha com motor GTS de 24 V turbo com duplo comando de válvulas, batizado de FJ20 “Red Top”, pois trazia sua tampa de válvulas.
Em 1989, chegou o Skyline GT-R R32, que tinha tração integral. Seu motor de seis cilindros em linha Nissan gerava 280 cv. Foi um grande vencedor nas pistas japonesas.
Apresentado como protótipo no Salão do Automóvel de Tóquio de 1993, o Skyline GT-R R33 chegou às lojas em 1995, também com motor de 280 cv.
Fabricado entre 1998 e 2002, o R34 Skyline GT-R manteve o mesmo motor, mas ficou ligeiramente mais compacto e mais leve, evoluindo em performance.
Em 2008, o GT-R perdeu o “Skyline” do nome, passou a ter um design de superesportivo mais “assumido” e ganhou um motor V6 com dois turbos que atingia 473 cv. Lançado nos EUA, passou a ser um rival para os muscle cars locais, assim como superesportivos europeus.
Para comemorar o 50º aniversário do GT-R, que seriam completados em 2020, a Nissan apresentou no ano anterior o Nissan GT-R 50th Anniversary Edition.
O Nissan GT-R NISMO de 2021 chegou com motor V6 de 3.8 litros, 24 válvulas e 565 cv. Cada um dos motores dos carros passou a ser produzido a mão por um técnico da fábrica. Em 2020, novos turbos elevaram sua potência a 600 cv.
O atual GT-R, modelo 2024, custa nos EUA a partir de 121 mil dólares (o equivalente a cerca de R$ 600 mil) e seu motor V6 gera pouco mais de 572 cv de potência e 64,5 kgfm de torque.

Fonte: Rebimboca Comunicação

fotos: divulgação

Henrique Koifman

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *