24 de abril de 2024
Veículos

Chevrolet Silverado High Country: tamanho é documento?

Um test-drive pantaneiro com a picape tamanho GG, full-size importada dos EUA por quase R$ 520 mil.

As picapes grandes – ou full-size – são, há tempos, os veículos mais vendidos nos EUA. No Brasil, essas grandalhonas não têm o mesmo peso (ops!), claro, mas começam a se tornar menos incomuns na paisagem. Ram (com várias opções) e Ford (com a F-150) já ofereciam modelos desse tipo por aqui há algum tempo. Agora, a Chevrolet entra nessa briga com a Silverado – modelo que chegou a vender por aqui, de 1997 a 2001, uma geração anterior

Fui conhecer e experimentar essa nova picape no Mato Grosso do Sul, onde pude viajar com ela por caminhos de tudo que é tipo – de ruas transversais na cidade a rodovias com velocidade máxima permitida de 110 km/h, passando também por muitas dezenas de quilômetros em estradas de terra. O destino foi uma belíssima reserva ambiental em Pleno Pantanal, onde pudemos avistar jacarés, capivaras, antas, emas, onças, porcos do mato… Falo sobre – e mostro – tudo isso neste vídeo da TV Rebimboca para o YouTube, que você pode assistir clicando aí em baixo.

Vale lembrar que, a despeito dessas grandonas não serem – e dificilmente se tornarão – campeãs de vendas no Brasil, as picapes, como categoria, representam hoje nada menos que 20% dos veículos vendidos. Nessa conta, claro, entram a best-seller compacta Fiat Strada (o “carro” que mais saiu das concessionárias no país por três anos consecutivos), a VW Saveiro, as um pouco maiores Chevrolet Montana e Renault Oroch e as médias Ford Ranger, Nissan Frontier, Mitsubishi L200, VW Amarok e Chevrolet S10.

Com tudo isso, o primeiro lote de 500 unidades da Silverado que a Chevrolet ofereceu aos brasileiros em esquema de pré-venda on-line, por pouco menos de R$ 520 mil, se esgotou em horas. Mais 200 unidades foram oferecidas, dias depois, e “sumiram” do site em pouquíssimo tempo, também. Ou seja, embora esse nicho de mercado – para picapes full-size, com preços acima dos R$ 500 mil – seja comparativamente restrito, a demanda por esse tipo de carrão por aqui é, para usar um termo da moda com trocadilho, bem potente.

A Chevrolet Silverado – que é hoje o modelo mais vendido da marca no mundo – chega ao Brasil em uma versão única, a quase topo de linha High Country, que aqui já traz de série um pacote de itens com foco no fora de estrada oferecidos apenas como opcionais em seus EUA natais. Entre eles, amortecedores especiais, pneus todo-terreno e espelhos retrovisores maiores, ideais para a condução com reboques, uma de suas utilizações mais comuns lá na terra do Tio Sam – essa picape, aliás, pode rebocar até pouco mais de quatro toneladas.

Silverado tem versão do motor V8 a gasolina do Camaro

Aqui no Brasil, a picape só está disponível com motor V8 de 5.3 litros a gasolina de 360 cv de potência e 52,9 kgfm de torque, que pertence à mesma família dos que são usados no esportivo Chevrolet Camaro. Ela vem com câmbio automático de 10 marchas e um sofisticado sistema de tração nas quatro rodas. Lá nos EUA, porém, essa mesma High Country pode vir com um motor turbodiesel Duramax de seis cilindros em linha, de 280 cv e 63,5 kgfm. E, acima dela na tabela, a opção topo de linha ZR2, com um outro V8 a gasolina, só que de 6.2 litros, 425 cv e os mesmos 63,5 kgfm de torque do diesel.

Em nossa viagem, pude fazer várias ultrapassagens em rodovias de mão dupla e, com apenas duas pessoas a bordo e relativamente pouca bagagem, a performance dessa Silverado é pra lá de satisfatória (ela acelera de 0 a 100 km/h em pouco menos de 8 segundos). É claro que, por melhores que sejam a sua suspensão e a atuação da coleção de sistemas eletrônicos de gerenciamento e segurança, tratava-se de um veículo alto, com rodas de aro 20″ e pneus de uso misto de perfil alto, com cerca de 2,5 toneladas de peso… Não, não é parecido com acelerar um carro esporte, mas passa bastante confiança e, em momento algum, me senti inseguro.

Na parte de estradas de terra, essa sensação de segurança fica ainda maior. Rodamos em média entre os 40 e os 70 km/h, passando por trechos bem largos e com piso uniforme e outros um pouco mais acidentados, com costelas de vaca (aquelas ondulações pequenas e em série, que fazem o carro vibrar muito), cascalho, buracos, lombadas e areia.

Pesada e comprida – são quase seis metros de para-choque a para-choque –, a Silverado até rebolava um pouco na saída das curvas um pouco mais acentuadas, especialmente quando acelerávamos para retomar a velocidade. Mas esse movimento era rapidamente neutralizado e corrigido automaticamente pelos controles de estabilidade e de tração, que recolocavam o carrão na trajetória. E mesmo em uma ou duas freadas mais bruscas, o sistema ABS parecia estar bem ajustado para condições adversas, mantendo tudo sob total controle.

Dividi o volante da Silverado durante a viagem de test-drive com o Xenão (o jornalista Hugo Borges, na foto), do ótimo canal Carros do Xenão no YouTube que, aliás recomendo.

Falo mais sobre isso, e sobre outros tantos detalhes do carro (que, também por ser grande, é cheio deles), no vídeo. Estão todos convidados a assistir e, de quebra, conhecer um pouco da fauna e da paisagem do pantanal em torno da Estância Caiman – local em que ficamos hospedados e que vale muito a pena conhecer (https://www.caiman.com.br).

Eis a ficha técnica da Silverado High Country 2024 (dados do fabricante):

Motor

Oito cilindros em “V”, 5.3 litros

24 válvulas (quatro por cilindro)

Potência: 360 cv

Torque: 52,9 kgfm

Câmbio

Automático de 10 velocidades

com opção de tração 4×4 com reduzida e gerenciamento automático

Performance

Aceleração – 0-100 km/h: 7,4 s

Vel. máx. – 180 km/h (limitada eletronicamente)

Consumo (INMETRO)*

Consumo urbano – 6,0 km/l

Consumo rodoviário: 7,2 km/l

(nossa media no trajeto do vídeo, segundo o computador de bordo, foi de mais de 9 km/litro)

Suspensão

Dianteira – independente com amortecedores de tubo duplo

Traseira – eixo sólido com feixes de molas (semi-elípticas)

Direção

Pinhão e cremalheira com assistência elétrica

Freios com discos ventilados nas quatro rodas

Rodas e pneus

Liga leve 20″, pneus 275/60R20 ATR

Dimensões (mm)

Comprimento 5.913

Largura 2.063

Altura 1.945

Entre-eixos 3.745

Tanque de combustível – 91 litros

Caçamba (mm)

Capacidade 1.781 litros

Comprimento 2.329

Altura até a borda 594

Largura 2.021

(1.468 entre caixas de roda)

Pesos e capacidades (kg)

Peso em ordem de marcha 2.505

Peso bruto total 3.220

Carga útil 715

Capacidade de reboque 4.128

Características off-road

Ângulo de ataque: 24,8 graus

Ângulo de saída: 21,6 graus

Altura livre do solo: 243 mm

Preço de lançamento: R$ 519.990

fotos Henrique Koifman e divulgação GM

Fonte: Rebimboca Comunicação

Henrique Koifman

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Jornalista, blogueiro e motorista amador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *