Um novo Brasil?


Não vai demorar muito e vão associar este sentimento tão bonito de orgulho com o nacionalismo na Alemanha de Hitler.
Há muita diferença, porém.
O que vimos, hoje no Brasil, é fruto de uma escolha genuína do povo. É uma esperança da volta da segurança e dos valores; de que não são as pessoas de bem que devem se trancar em casa com medo de arrastão e sequestro relâmpago; de que são as famílias de polícias feridos que o Estado tem que cuidar; de que os presos tem que trabalhar, ao invés de receber um salário maior do que o do trabalhador; de que a polícia é sinônimo de segurança, não de medo.
O Brasil de hoje não é a Alemanha de 1934.
Não foi um golpe que tirou o governo, foi a democracia. Não é um doente obcecado pelo poder que vai subir a rampa do Planalto. É um funcionário do povo, representante da maioria dos brasileiros. Não há um desejo de guerra ou de conquistar o mundo, apenas o de investir os impostos no país, devolver o senso cívico à população e se fazer cumprir as leis.
É bem diferente…
O país que eu quero é onde a polícia seja sinônimo de orgulho, não de repressão. Exatamente como este vídeo aí. Ninguém foi pago para bater continência para estes policiais. Ninguém fez este gesto por medo ou obrigação, mas por orgulho.

Este é o Brasil que os brasileiros merecem. 🇧🇷💚💛
Este é o respeito que estas pessoas de fadas merecem. 💚💛🇧🇷

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *