Gemidos de amor

Amigos, vocês dormiram bem? Eu não!
Ontem eu tive a insônia do amor.
Não sabem do que se trata? Pois bem, vou explicar.
Estava dormindo um soninho gostoso quando por volta das 2h da madrugada acordei com gemidos.

As meninas já estavam acordadas com as luzes apagadas segurando o riso. Vizinhos nas janelas rindo ou falando baixinho.
São três prédios na área e ficamos sem saber em qual deles tinha esse casal apaixonado. Só sei que eles se deram bem e deixou a vizinhança com inveja.

Por causa dos gemidos de amor, lembrei de uma história super engraçada.
Tínhamos um amigão ,que infelizmente o tempo e a distância nos separarou. Gente finíssima. Ele morava em um prédio também próximo de outros dois fazendo a letra U.

Noite sim, noite também, um casal brigava, porque o marido chegava tarde e encontrava a mulher furiosa.
E tome de baixaria.
O marido pouco falava, a mulher urrava, falava palavrões, batia nele e chegava ao ponto de querer cheirar o cara lá onde, bom espero que me entendam, para saber se ele andou com vagabunda.
Depois silêncio. Passava um tempinho e aí começavam os gemidos do amor.
O marido se chamava Serginho e tome de Serginho pra cá, pra acolá, até que sossegavam.

Certo dia, meu amigo desce no elevador com a esposa e eis que entra um outro casal.
A mulher fala alguma coisa e o chama de Serginho.
Meu amigo perguntou se ele era o famoso Serginho que estava criando mal estar nos casais vizinhos, porque a performance dele era imbatível e inimitável, rsrs.
O casal ficou mudo.
Por um tempo tudo ficou tranquilo, para logo depois começar a baixaria novamente.
Ah o amor…

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *