13 de junho de 2024
Ricardo Noblat

Há 20 anos: Como é bom bater em todos e apanhar de todos

Mais uma do velho e bom José Serra: ele disse ao jornal “Valor” que a área do governo Lula “de maior continuidade em relação a de Fernando Henrique Cardoso é a política externa”.

Serra não bebe. Até onde sei, não bebe. Alguém deve ter bebido por ele.

Uma das raras áreas do governo Lula que avançou e se distinguiu da área correspondente do governo Fernando Henrique foi a da política externa. Há unanimidade quanto a isso entre analistas, políticos e observadores internacionais.

Temos agora uma política externa mais vigorosa e afirmativa. E isso deverá nos render alguma coisa.

Serra deveria ter mais o que fazer além de sonhar com um terceiro turno antecipado contra Lula. Não será ele o candidato da revanche em 2006. Eleito prefeito de São Paulo, como tem tudo para ser, deverá cumprir o mandato.

Se perder, terá perdido a terceira eleição para prefeito de sua cidade e ficará na geladeira por um bom tempo.

O bom de poder me expressar livremente está nisto: um dia posso bater no Lula e apanhar aqui dos que gostam dele; no outro dia posso bater no Serra e também apanhar dos que gostam dele.

Como esta semana Lula está fazendo bonito – pelo menos lá fora, bem longe -, Serra virou a bola da vez. Não se preocupem: Lula, já, já estará entre nós.

Fonte: Blog do Noblat

Ricardo Noblat

Jornalista, atualmente colunista de O Globo e do Estadão.

Jornalista, atualmente colunista de O Globo e do Estadão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *