2 de julho de 2022
Ricardo Noblat

Crivella aumenta sua vantagem sobre Freixo

rio548336-1Marcelo Crivella, candidato a prefeito do Rio de Janeiro pelo PRB
(Foto: Fabio Rossi / Agência O Globo)

Marcelo Crivella (PRB) aumentou sua vantagem sobre Marcelo Freixo (PSOL) na disputa pela prefeitura do Rio de Janeiro. Ela havia sido de 9,52% dos votos válidos no primeiro turno.
Agora, como conferiu a primeira pesquisa de intenções de voto para o segundo turno divulgada, ontem, pelo Instituto Datafolha, a vantagem de Crivella passou a ser de 17 pontos percentuais.
Não é nada, não é nada, é muito, sim. Crivella temia que a onda que empurrou Freixo para o segundo turno fosse capaz de ameaçar suas chances de se eleger no próximo domingo dia 30.
Por ora não ameaça. Se não houver um fato novo até lá, e se Crivella não cometer um grave erro, será ele e não Freixo que deverá suceder o atual prefeito Eduardo Paes (PMDB).
A única notícia boa que a pesquisa Datafolha trouxe para Freixo é a de que ele vence Crivella entre os eleitores que ganham mais de 10 salários mínimos. Os mais ricos, portanto.
Entre os eleitores de Pedro Paulo (PMDB), terceiro colocado no 1º turno, uma fatia de 33% diz que votará em Crivella. Outra de 28% que votará em branco ou anulará o voto. E uma fatia de 21% diz que votará em Freixo.
Os eleitores de Fábio Bolsonaro (PSC), o quarto colocado no 1º turno, estão dispostos a votar maciçamente em Crivella. Foi o que disseram ao Datafolha 69% deles.
Dos que votaram no 1º turno em Índio da Costa (PSD), o quarto colocado, 33% declararam que votarão em Crivella contra 26% que preferem Freixo. O quinto colocado no 1º turno foi Osório Adriano (PSDB).
Entre os eleitores de Osório, Crivella bate Freixo por 35% a 26% dos votos. E 29% garantem que anularão o voto ou votação em branco. Freixo (57%) bate Crivella entre os que votaram em Jandira Feghali (PC do B).
Os que votaram em branco ou anularam o voto no 1º turno representaram 18,26% do total de eleitores. Desses, 60% afirmaram que continuarão votando em branco ou que anularão seu voto.
Se Freixo é o candidato dos mais ricos, Crivella é o dos mais pobres. Os dois empatam com 36% entre os eleitores com curso superior. E Crivella vence entres os que possuem ensino fundamental e médio.
A maioria dos homens pretende votar em Crivella (47% a 25%). A maioria das mulheres também (42% a 30%). Freixo é o candidato dos jovens de 16 a 24 anos. Crivella dos que têm entre 25 a 34 anos.
Hoje, os dois estarão frente a frente a partir das 22h30 no debate promovido pela Rede Bandeirantes de Televisão. A partir de amanhã, cada um terá 10 minutos de propaganda no rádio e na televisão.
Freixo aposta na propaganda para derrotar Crivella. No passado, a ex-juíza Denise Frossard e o jornalista Fernando Gabeira também apostaram, mas perderam.
FONTE: BLOG DO NOBLAT
 

Jornalista, atualmente colunista de O Globo e do Estadão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.