24 de abril de 2024
Colunistas Professor Taciano

O despagador de promessas e o grito dos enganados

Mais um enganado.

Mais um que caiu na porção mágica do hipnotizador de serpentes – segundo apelido dado por Ciro Gomes nos debates presidenciais de 2022. Dessa vez trata-se do índio de beijo rasgado, o cacique Raoni Metuktire que afirmou que vai “bater na porta” do despagador de promessas e contumaz mentiroso, Lula, para cobrar o cumprimento de promessas feitas a ele no dia da posse presidencial. O indígena disse que não conversou sobre o assunto com o chefe do Executivo desde então.

O grito

“Ele está devagar. Não cumpriu o que me prometeu no dia da posse e por isso vou a Brasília bater na porta dele”, declarou em entrevista ao jornal O Globo publicada nesta 6ª feira (27.out.2023). “Ele me prometeu que iria fazer ações em prol dos povos indígenas, para que não existam mais essas ameaças e violência contra nós. […] Vou lá fazer campanha na sala dele até ser atendido. Pressioná-lo para ele cumprir o que prometeu para mim”, completou.

Raoni citou o veto parcial de Lula ao marco temporal: “Tenho vontade de chegar para falar com ele, para acabar com tudo isso. Porque esse ódio não vai cessar com essa aprovação parcial. Estou tentando falar com ele e não consegui. Ele precisa vetar totalmente e por isso vou a Brasília para ele me atender”.

O veto de Lula se deu em partes do artigo 4º do PL (Projeto de Lei) 2.903/2023, aprovado pelo Congresso Nacional em 27 de setembro, que estabeleciam que indígenas teriam direito somente às terras que estavam em sua posse em 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição Federal. Leia mais sobre o assunto aqui.

“O marco temporal vai ser muito ruim para nós. É o pior problema que os povos indígenas podem ter. Ele não foi idealizado por nós, mas sim por pessoas que têm ódio da gente, como o ex-presidente Jair Bolsonaro [PL], que incentiva o ódio contra a gente”, disse o cacique.

Questionado sobre o que vai cobrar de Lula, Raoni respondeu: a demarcação das terras indígenas. “Não estou feliz com o que foi feito. Muitos parentes precisam de território demarcado. Muitos deles estão sofrendo e vão sofrer ainda mais pela violência. A saída é a terra ficar com quem tem direito. Todas as lideranças têm me procurado para cobrar isso de Lula”, afirmou.

A promessa

Raoni disse que houve a promessa de que trabalharia com Lula nos temas relacionados aos povos indígenas, o que não estaria ocorrendo.

“Temos que trabalhar juntos para as coisas acontecerem. Sei que ele está sendo pressionado por deputados e ruralistas, eu sei como é. Mas a necessidade dos povos indígenas é urgente em vários pontos do país”, afirmou. “Estão tendo muitas ameaças, violências e não estou vendo o governo cumprir seu papel de proteger contra a violência as comunidades indígenas de todo o país”, acrescentou.

Puxão de orelha

O cacique disse que Lula “precisa de apoio para colocar seus ministros, principalmente a Marina Silva [Meio Ambiente], para agir”.

Com informações do Poder 360

Fonte: Professor Taciano

Professor Taciano Medrado

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade do Estado da Bahia (1987)-UNEB e graduação em bacharelado em administração de empresa - FACAPE pela FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DE PETROLINA (1985). Pós-Graduado em PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL. Licenciatura em Matemática pela UNIVASF - Universidade Federal do São Francisco . Atualmente é proprietário e redator - chefe do blog o ProfessorTM

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade do Estado da Bahia (1987)-UNEB e graduação em bacharelado em administração de empresa - FACAPE pela FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DE PETROLINA (1985). Pós-Graduado em PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL. Licenciatura em Matemática pela UNIVASF - Universidade Federal do São Francisco . Atualmente é proprietário e redator - chefe do blog o ProfessorTM

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *