Coisas do cotidiano


Eu não aprendo mesmo… hoje tirei o meu diploma da Mais Ingênua e Idiota do ano!
Hoje indo e depois voltando da Fisioterapia, vejo um rapaz dormindo no murinho da Fundação Dorina Nowil. Com dó e querendo ajudar fui até uma lanchonete e comprei um lanche e café com leite. Junto tinha uma mulher passeando com o cachorro da sua patroa, que conversava com ele.
Comecei a falar e morri de pena. Ele é do Rio Grande do Sul, ficou desempregado, e quer muito se acertar e trabalhar. Vi que ele não enxergava pois um olho estava fechado e o outro via muito pouco.
Entrei na Fundação pedindo informações para esse moço chamado Adão. Eles me deram um telefone do Serviço Social da Prefeitura e liguei de lá mesmo. Dei as informações do moço e vim para casa sem antes falar para ele esperar que iriam procurá-lo.
Agora mesmo me ligaram desse serviço chamado Creas me dando um retorno. Foram até lá e ele tinha sumido. Fiquei com cara de bunda. Pedi desculpas.
Me lembrei que há muitos anos encontrei um menino de rua de uns 9 anos mais ou menos duas vezes seguidas. Uma vez no centro da cidade e no dia seguinte na Av. Paulista.
Não tive dúvidas. Fui falar com o menino e trouxe ele para a casa dos meus pais. Minha mãe me deu a maior bronca. Eu era bem mais jovem e fiquei no telefone ligando para tudo que é Serviço Social do Estado e Prefeitura. Bem encurtando a historia: à noitinha sai de carro com o menino e minha mãe pelas marginais procurando a ponte onde os pais dele moravam.
Chegou uma hora que tive que levá-lo ao Juizado de Menores na rua Asdrúbal do Nascimento. E sabem o que aconteceu?
O Juiz disse que eu tinha praticado um sequestro e que esse menino lindo com cara de anjo já tinha passagens pela Febem e tinha pai e mãe. Ele disse que só não me prendeu porque eu chorava muito e ele ficou com pena de mim.
E hoje foi mais ou menos igual. Não dá para ajudar. Eu devo ser uma patza, acredito no ser humano. Será que vou aprender um dia a não confiar no outro?
E devo admitir que esse Creas funcionam e nos dão retorno. Enfim um serviço que presta da Prefeitura de São Paulo. O telefone do Creas da Vila Mariana é 5083-5615.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *