Os melhores filmes da década de 50

Aqui vai uma lista dos melhores filmes da década de 1950. Como toda, absolutamente toda lista de melhores, ou de premiados – pelo Oscar, pelo Globo de Ouro, por qualquer grupo ou associação de profissionais -, está sujeita a críticas de todos os tipos, a chuvas e trovoadas.

Não existe lista perfeita, nunca, jamais – até porque gosto não se discute, e o que seria do amarelo se todos gostassem só do verde? O que seria de Hollywood se todos gostassem só do cinema iraniano? (E vice-versa!)

Mas todo mundo adora uma lista – até para achar e apontar defeitos. Lista é um vício, como cerveja, vinho, chocolate.

A lista abaixo me deu uma trabalheira do cão – e, no entanto, minhas opiniões, meus gostos e desgostos não têm absolutamente nada a ver com ela.

Estão aí os filmes da década de 1950 que ganharam Oscars e os que foram escolhidos para figurar nos livros 1001 Filmes Para Ver Antes de Morrer, editado por Steven Jay Schneider e lançado no Brasil pela Sextante, Movies of the 50’s, da Taschen, editado por Jürgen Müller, e 501 Must-See Movies, da Bounty Books, editado por Emma Beare. São 209 no total.

Assim, a lista tem uma boa dose de lógica, de bom senso – e de peso, de significado. Reúne os melhores segundo quatro grupos distintos de pessoas – as diferentes equipes reunidas para cada um dos livros e mais os eleitores da Academia de Hollywood.

E ela tem ainda uma vantagem: não se propõe a escalonar os filmes, colocar em ordem de importância. Isso seria uma arrematada loucura. Os filmes são listados ano a ano, em ordem alfabética pelo título brasileiro. (Há uns poucos casos de filmes que não foram lançados comercialmente no Brasil, e portanto não têm títulos daqui.)

Meu gosto pessoal não interferiu em absolutamente nada, repito. Só tive o trabalho de reunir os filmes citados nos três livros e mais os premiados com os Oscars. (Um trabalho bastante insano, mas a verdade é que gostei de fazer a tabela… Adoro fazer tabelas.)

É preciso dizer, no entanto, que elaborar a lista me deu um prazer especial, me encheu o ego: dos 209 títulos, nada menos de 76 já estão neste 50 Anos de Filmes. Mais de um terço do total.

Já escrevi, euzinho, sozinho, sobre mais de um terço desses 209 filmes da década de 50 no meu site. De cada 3, um está aqui.

Eta site bão, siô.

Os títulos dos filmes que já foram comentados no site estão em negrito. Um dia juro que consigo terminar de fazer todos os 76 links.

***

Alguns dos eventuais leitores poderão estranhar por que resolvi me dedicar à lista dos melhores da década de 1950, poucas semanas depois de tanta gente ter feito balanços e listas dos melhores da década de 2010. Bem, pra começo de conversa, sou daqueles que batem o pé que a contagem das décadas, dos séculos, dos milênios começa – assim como na da da idade das pessoas – nos anos terminados em 1, e não nos terminados em 0. De resto… Eu poderia argumentar que na década de 1950 foram feitos alguns dos melhores filmes da História. Ou que os anos 50 são importantes para mim porque passei meu primeiros de vida neles. E que sou mesmo um sujeito pré-antigo. Mas a verdade dos fatos é bem banal: resolvi fazer a lista simplesmente porque comprei o livro da Taschen, o Movies of the 50’s… Aí pensei em comparar com a lista de filmes que estavam também no 1001 Filmes Para Ver Antes de Morrer. Aí, já que estava com a mão na massa…

***

Uma explicação:

Estão na lista abaixo todos os filmes da década e 50 que constam dos três livros citados.

No entanto, não estão aí absolutamente todos os filmes que ganharam Oscars. Estão todos os que venceram nas cinco categorias principais – filme, direção, ator, atriz, ator e atriz coadjuvantes. E também todos os que venceram qualquer um dos Oscars, de qualquer categoria, e estavam na lista de alguns dos livros. Mas decidi não incluir necessariamente todos os premiados, porque entre eles há um e outro que venceram em apenas alguma categoria técnica – tipo efeitos especiais, por exemplo – e não são propriamente filmes importantes.

Ainda quanto aos Oscars, é necessário dizer também que vários, vários dos filmes que estão aí na lista porque foram citados nos livros tiveram indicações ao Oscar, mas não venceram. Não consegui encontrar uma maneira de demonstrar isso na tabela. Dela constam apenas os números de Oscars que os filmes ganharam – não os números das indicações.

O que leva a uma curiosidade: essa lista demonstra, de maneira claríssima, como a Academia insistia em desprezar os filmes de Alfred Hitchcock. Há aí 8 filmes do mestre, grandes filmes, algumas absolutas obras-primas: Pacto Sinistro, Janela Indiscreta, Ladrão de Casaca, O Homem Errado, O Homem que Sabia Demais, Um Corpo que Cai, Intriga Internacional e Psicose.

Vários deles chegaram a ter indicações aos prêmios. Pacto Sinistro teve 1 indicação. Janela Indiscreta teve 4. Ladrão de Casaca, 3. O Homem que Sabia Demais, 1. Um Corpo que Cai, 2. Intriga Internacional, 3. Psicose, 4.

Legal: 16 indicações.

Das 16 indicações, apenas 2 se transformaram em prêmios. Ao longo de dez de seus mais produtivos anos, em que lançou 8 grandes filmes, Alfred Hitchcock só ganhou 2 estatuetas. Quer dizer, ele, não – ele não ganhou Oscar algum. Robert Burks ganhou o de melhor fotografia em cores por Ladrão de Casaca, e Jay Livingston & Ray Evans ganharam o de melhor canção para “Whatever Will Be, Will Be (Que Sera, Sera)”, de O Homem que Sabia Demais.

A Academia tem dessas coisas. A Cor Púrpura, de Steven Spielberg, teve 11 indicações e não levou nada. Cidadão Kane, de Orson Welles, teve 9 indicações, e levou apenas o Oscar de roteiro original.

Enfim… Aí vai a lista.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *