21 de abril de 2024
Saúde

Caspa (dermatite seborreica)

A caspa ou dermatite seborreica é uma inflamação na pele que causa principalmente descamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo, orelhas e tórax. Apresenta períodos de melhora e de piora dos sintomas.

A causa não é totalmente conhecida, mas pode estar relacionada ao tipo de sebo produzido pela pele do indivíduo e a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como alergias, situações de fadiga ou estresse emocional, baixa temperatura, consumo de álcool, alguns tipos de medicamentos e excesso de oleosidade.

As placas brancas que se soltam na base dos fios de cabelo são formadas porque as glândulas sebáceas (que produzem gordura) incham e passam a produzir secreção oleosa em excesso, que se acumula no couro cabeludo.

A presença de um fungo (Pityrosporum ovale) também pode provocar a doença. Já a dermatite seborreica em recém-nascidos, conhecida como crosta láctea, é uma condição inofensiva e temporária, na qual aparecem cascas grossas amarelas ou marrons sobre o couro cabeludo da criança. Escamas semelhantes também podem ser encontradas nas pálpebras, nas orelhas, ao redor do nariz e na virilha. Tanto em adultos quanto em crianças a doença não é contagiosa e não é causada por falta de higiene.

Sintomas:

– oleosidade na pele e no couro cabeludo;
– escamas brancas que descamam;
– escamas amareladas que são oleosas e ardem;
– coceira, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de “cutucar” a pele;
– leve vermelhidão na área;
– possível perda de cabelo.

Tratamento:

O tratamento deve ser orientado e acompanhado por um médico dermatologista e envolve o uso de produtos específicos para o problema, mas não há uma cura definitiva conhecida. No entanto, manter hábitos de vida saudáveis, como controlar o estresse físico e mental e a ansiedade, garantir uma alimentação balanceada e boas noites de sono, pode contribuir para o controle da doença.

Prevenção:

Não existe uma forma de prevenir o desenvolvimento ou o reaparecimento da dermatite seborreica. Entretanto, cuidados especiais com a higiene e o uso de xampu adequado ao tipo de cabelo tornam o tratamento mais fácil.

Além disso, alguns cuidados podem ajudar na melhora dos sintomas, tais como:

– não tomar banhos muito quentes; prefira os banhos mornos ou, então, experimente lavar os cabelos fora do banho usando água fria;
– enxugar-se bem antes de se vestir;
– usar roupas que não retenham o suor (tecidos sintéticos devem ser evitados para quem tem tendência à dermatite seborreica);
– controlar o estresse físico e mental e a ansiedade;
– evitar o uso de bonés, toucas, gorros ou qualquer acessório que abafe a cabeça – manter o couro cabeludo sempre seco e arejado;
– não fazer coques ou prender os cabelos ainda úmidos ou molhados;
– não usar produtos melados, como pomadas, diretamente no couro cabeludo – prefira substâncias e formulações líquidas, alcoólicas ou em forma de espuma;
– tomar um pouco de sol todas as manhãs;

Outras informações:

– lavar o cabelo todos os dias não piora a doença, pelo contrário: a falta de limpeza pode agravar a situação;
– a aparência dos fios, sejam lisos, cacheados ou crespos também não influencia na ocorrência da doença;
– produtos químicos utilizados em métodos como a escova progressiva, por outro lado, resultam em mais descamação.

IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Fontes:

Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico (ABCFarma)
CEMIG Saúde
Sociedade Brasileira de Dermatologia

O Boletim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Torcicolo

Saúde

Cuidados com a pele

Saúde

Tremor essencial