As leituras de Lula: pior do que nada ler é ler os livros errados!

Fonte: Folha

Lula concedeu nova entrevista à Folha, uma vez mais comprovando todo seu cinismo, sua sociopatia. É uma jararaca que mente tanto, mas tanto, que passou a “acreditar” nas próprias mentiras, acha que é a alma mais honesta deste país, que teve um tratamento republicano com a mídia, que é vítima de perseguição política porque foi um presidente popular. É o cúmulo da cara de pau!
Em determinado momento, banca a vítima numa proporção que chega a ser realmente patética, quando fala de seus filhos “desempregados”. O “Ronaldinho” dos negócios, aquele que limpava caca de elefante no zoológico e vendeu empresa de tecnologia por milhões pouco depois? A família toda se lambuzou nos recursos públicos, eis o fato, mas o milionário condenado pela Justiça ainda tenta posar de pobre vítima do “sistema”, sem ter aonde cair morto. Psicopatia ou não?
Mas o tema aqui nem será a entrevista em si, e sim a estante do ex-presidente. Lula, não custa lembrar, é aquele que confessou certa vez que a leitura lhe dava “azia”. Preguiçoso é assim mesmo: quer sempre atalhos, malandragem, pois estudar dá trabalho, e isso afugenta a turma vagabunda. Mas há uma coisa pior do que não ler nada: ler os livros errados!
A “biblioteca” de Lula comprova isso. É um show de horrores! Não tem nada que preste. João Luiz Mauad, colaborador do Instituto Liberal, resumiu:
Eis a estante de Lula: Além de 4 livros sobre o Golpe de 2016, há dois sobre direito penal, o que faz pensar que ele mente quando diz que não está preocupado com os processos contra si. A relação de autores também é muito sugestiva, principalmente se você acredita que a personalidade de um homem sofre grande influência dos livros que ele lê: Frei Betto, Emir Sader, Paulo Henrique Amorim, Mino Carta, Walter Pomar, Wladimir Pomar, Manoel del Rio, Leonardo Sakamoto e José Saramago. 😵🤢
Alguém que só lê porcaria pode se tornar uma pessoa melhor, minimamente decente? Se Lula nada lesse e apenas seguisse a instrução de sua mãe analfabeta, talvez pudesse estar numa situação diferente hoje. Afinal, ele relata na entrevista: “A minha educação é a de uma mulher [a mãe, dona Lindu] que viveu e morreu analfabeta. E ela dizia ‘não baixe a cabeça nunca a ninguém. Nunca roube uma laranja mas não baixe a cabeça’”.
Lula não roubou uma laranja: ele roubou o Brasil, ele liderou uma quadrilha que desviou centenas de bilhões, ele ajudou a dilapidar a Petrobras, ele era o “amigo” da Odebrecht, o camarada da OAS, que ganhava de “presente” coberturas triplex em frente à praia e sítios. Se seguisse a lição da mãe, poderia estar com a vidinha tranquila em família que diz ter sonhado. Como seguiu seus instintos imorais e encontrou justificativa para seus crimes nas obras dos “intelectuais” de esquerda, que chamam roubo de “justiça social”, vai acabar preso…
PS: Leandro Ruschel também comentou sobre a entrevista arrogante de Lula: “O Lula já se apresenta com o terno típico de ditador latino-americano, fala cada vez mais como um ditador chavista e a justiça já demonstrou que ele é um corrupto do pior tipo, como todo socialista radical. Pelo bem da sociedade, um psicopata desses tem que apodrecer na cadeia”.
Fonte: Gazeta do Povo

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *