23 de abril de 2024
Colunistas Lucia Sweet

A Espada de Dâmocles

Dâmocles era um cortesão bajulador na corte do odiado tirano Dionísio, de Siracusa. Ele dizia que Dionísio era um homem afortunado por ter grande poder e autoridade.

Dionísio então ofereceu-se para trocar de lugar com Dâmocles por um dia, para também ser servido em ouro e prata, atendido por rapazes de extraordinária beleza, e para saborear as melhores comidas.

No meio de tanto luxo, Dâmocles olhou para cima e viu, horrorizado, que Dionísio ordenara que uma espada afiada fosse pendurada exatamente sobre a sua cabeça, presa apenas pelo fio do rabo de um cavalo. Assim, Dâmocles perdeu o interesse pela excelente comida, pelos belos rapazes e foi embora, dizendo que não queria mais ser tão afortunado.

A espada de Dâmocles é uma alusão frequentemente usada para representar a insegurança dos que têm grande poder, ou para simbolizar o sentimento de alguma tragédia iminente.

Dâmocles é o protagonista da parábola narrada por Cícero em suas Tusculan Disputations (V. 61 – 62) e figurou originalmente na história perdida da Sicília escrita por Timaeus de Tauromenium (c. 356 – 260 a.C.).

Na pintura de Richard Westall, A Espada de Dâmocles, (1812) os belos rapazes da parábola de Cícero foram transformados em moças virgens para agradar o gosto neoclássico de Thomas Hope, que encomendou o quadro.

Curiosidade

Só por curiosidade: E os bancos, que entregaram essa dinheirama toda? ( > R$ 50 MILHÕES.) E o Banco Central que controla acima de R$10 MIL reais depositados ou transferidos? Ninguém vai investigar?

Eu sempre digo isto: ninguém rouba por ser pobre; rouba porque é ladrão. Senão, rico não roubaria.

Desabafo

Eu não entendo as pessoas que não sabem trocar ideias e não leem o que os outros escrevem ou não entendem. Aí partem para agressões desnecessárias que só servem para desclassificar o agressor. Imediatamente uma claque toma as dores do agressor, que em momento algum foi agredido. E também parte para as ofensas. É assim que funciona a extrema-esquerda.

Tudo porque comentei que a língua portuguesa mudou depois que os semianalfabetos tomaram o poder. Alguém tem coragem de negar que lula e seus comparsas são iletrados ou corruptos? Ou iletrados e corruptos? A opinião é livre, mas os fatos são sagrados.

Como não vale a pena me aborrecer, dou um “block” e vou procurar a minha turma. Os mal-educados que me perdoem mas educação e gentileza são fundamentais.

Para citar Demócrates ( hoje estou mergulhada na Grécia Antiga), “Aquele que comete uma ofensa é mais infeliz do que aquele que recebe uma.”

A vida é breve; o momento passou.

Lucia Sweet

Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Jornalista, fotógrafa e tradutora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *