3 de março de 2024
Junia Turra

Quando a banana come o macaco…


Há aqueles que deformam os fatos na “Prensa” – sentido duplo – em espanhol ( a grande mídia) / em Português (máquina usada para comprimir alguma coisa entre duas peças principais), logo, censuram a realidade e tentam criar uma realidade paralela.
Há aqueles que, na sequência, colocam em prática o boicote radical numa caçada para censurar toda informação que prejudique o programa de dominação e o esquema de distribuição de poder e benefícios, implementado por eles desde a década de 90 e que está sendo desaparelhado pelo atual governo e pela oposição mundial à esquerda, ao globalismo e às pautas sodomistas e demoníacas que destroem a família e a cultura greco-romana.
Mas eles nos oprimem. São os censores “fake News”. Eles, os fakes em ação. Até quando?
A inversão da realidade vem no discurso denominado “psicopatia do poder”: esquerda com a pauta globalista e radical da biodiversidade, com palavras de ordem que definem a si mesmos, mas que gritam para os demais: “fascistas, nazistas”.
São eles os antifas que tentam matar e matam, destroem, aterrorizam, torturam e usam de todos os recursos sórdidos, ilegais e ilimitados, como se fossem os senhores do Universo. Eles podem tudo em nome da verdade deles que é, na verdade, a grande mentira, na definição exata de fake News!
A cada ato sórdido deles, são afastados temporariamente por “problemas psicológicos”. É claro que eles tem!!! Mas são algozes!
O controle deles em qualquer função nessa hierarquia é o estrangulamento absoluto, a intimidação do outro. Seja real ou virtual.
Estes censores, muitos deles jornalistas, sentados em órgãos públicos no Rio de Janeiro, por exemplo, e em São Paulo, Bahia, Minas Gerais, no Senado da República, nas Assembleias Legislativas e na Câmara dos Deputados em Brasília. E a maioria nem se esconde. Esquerdalha canalha.
Recebem do povo que somos nós, para nos destruir . E nos censuram.
Mas, censura é crime. Só que páginas e perfis, postagens são deletadas, e usuários bloqueados. Vale pra nós e não vale pra eles? Ou seja, os factoides nos censuram?
A realidade democrática irrefutável:
O povo elegeu majoritariamente o presidente e apoia o governo técnico e competente que a cada dia desconstrói os tentáculos de dominação e destruição que desde os anos 90 foi implantado não só no Brasil, mas no mundo.
Eles, os censores, “colonizadores escravagistas-sodomistas” que levam a vida na esbórnia às custas da miséria humana e da destruição de cada país, de cada pedaço de terra.
É o povo das Trevas! Sim, é! Mas a nós, o purgatório e a eles, o Nirvana? Não vai dar mais não!
E a você que acha que entende dos babados? Menos!
Repercute G1 , da Globo; UOL, do grupo Folha. Pingos nos I’s; O Antagonista; Revista Crusoé e O Estadão.
Cita a CNN, El País, Deutsch Welle, BBC, Le Monde, até mora no exterior, na França Inglaterra ou em país de língua alemã e não sabe sequer quem são os grandes ativistas que estão sendo perseguidos, presos, torturados, na Europa?
Que tal Tommy Robinson na Inglaterra, ou o jornalista alemão que ficou preso na Venezuela, Billy Six?
E o espetacular austríaco Martin Zelner?
Você sabe quem são? E tem outros tantos. Eles estão organizados. Sabem de mim ,de você. do Bolsonaro, apoiaram e apoiam. Vão a luta. Luta mesmo. Nas fronteiras dos Alpes, no meio do mar. Jovens, muitos… e canecas pensantes e atuantes.
Mas você não usa a mídia alternativa…
Está preocupado em se achar o recheio do bolo. E ser glorificado como “formador de opinião”. Aí precisa do contraditório, de enfatizar que a Globo é o que ela é. Assim , você aparece e ganha “likes”.
Mas, se quer a glória e o ego: sai de cena.
Se informe mais e deforme menos. Cale-se e segure o dedinho nervoso. Você não é repórter investigativo.
Logo, cuidado com o que você acha ser isenção e correção, senão percebe que um dia jogam milho pra você e, no outro,  te transformam em canja.
Cuidado com o perfil “mulher de malandro” : Apanha e leva chifre hoje e no dia seguinte sai aos beijinhos com o olho roxo , mas de braço dado com o espancador traidor.
Depois , apanha de novo e lá vem traição.
Quem não entende isso, não pode formar opinião, porque confunde e deforma.
Está sob suspeita.
A mesma que cai sob os os que tentam jogar para a opinião pública crises fake entre membros do governo , da Lava-Jato e apoiadores do governo.
Resta saber e separar os Kim Kataguiri e os que querem o holofote pra si mesmo, dos que precisam se adequar para seguirmos adiante.
Vamos separar o joio do trigo.
“Resumo desta ópera bufa: é uma temeridade comentar alguma coisa sem ler primeiro. Parece simples mas não é: a maior parte das pessoas é “especialista” em tudo, mas tem uma preguiça enorme de ler antes de meter a boca” (Marco Angeli).
Pare de correr atrás do próprio rabo.

Junia Turra

Jornalista internacional, diretora de TV, atualmente atuando no exterior.

Jornalista internacional, diretora de TV, atualmente atuando no exterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *