Para tudo! Roma não foi feita num dia

Como tem gente falante. Todos eufóricos.

E destroem as pessoas num piscar de olhos, sem considerar todo o background, é de uma leviandade inacreditável.

Li “en Passant”: “não votei em ministro”.

Haja imediatismo e memória curta. Vamos lembrar que um certo juiz chefiou um grupo de funcionários públicos da Justiça para desbaratar os esquemas de corrupção do país. Fez valer cada centavo nosso, povo brasileiro.

Por acaso foi pedido a esses profissionais informações sobre a posição política deles?

Você se interessou em saber disso?

E a turma da Lava-Jato investigou corrupto por filiação partidária?

O juiz Sérgio Moro mudou o rumo do país com as investigações que apontavam esquemas jamais imaginados. Mais do que isso, ele levou adiante, prendeu. Prendeu o maior corrupto da História da República: Lula da Silva.

Não fosse Moro e Dallagnol e toda a equipe da Força-Tarefa não teríamos chegado onde chegamos.

Sergio Moro e a Lava-Jato garantiram a nós a possibilidade de eleger Jair Bolsonaro.

Os caminhoneiros mostraram que o povo podia virar o jogo de cartas marcadas.

E o presidente foi eleito.

Moro trabalhou duro, fez o povo acreditar. Se ele quis sair, é um direito dele. Não é traidor.

Por outro lado…

Bolsonaro é o presidente do país, eleito por quase 60 milhões de votos.

Escolheu uma equipe de governo técnica e tem feito um governo espetacular, aguentando um massacre permanente via grande mídia que segue com o aparelhamento orquestrado junto com o STF e o Legislativo tentando derrubar o governo um dia sim e o outro também.

Traidores como Joyce, o governador de Goiás, et caterva. A Suprema Corte derruba tudo o que foi feito de positivo: um passo pra frente e dois pra trás. O Congresso, idem.

E com a bomba globalista biodiversidade e agora a do coronavírus lançada no acordo China /Bill Gates contra todo o planeta, os governos conservadores que são o alvo número 1 estão sendo atacados de forma orquestrada.

Nos USA e na Inglaterra todos tiveram um “Mandetta” de igual proposta e teor.

Invertem a ordem das coisas. A Dilma de Franja Merkel que calculava a contaminação de pelo menos 70% da população e deixou os profissionais da Saúde sem máscaras, luvas e outros itens para proteção, se lascou. Os governadores e prefeitos resolveram a coisa. E ela não conseguiu impor o Lockdown.

Enfiei a política internacional porque você precisa entender que não acontece “só no Brasil”. Sabe a Hashtag #ForaMaia que foi derrubada com muito mais de um milhão?

Se acostume… lugar comum na Europa e USA. Então…

Você ficou chateado, não foi? Desgaste, pressão. Frustração. Cada um tem o seu limite. Assim, o ministro da Justiça quis sair.

Preste atenção nas falas do Sérgio Moro e do presidente Bolsonaro antes de começar a repetir como papagaio sem sequer saber onde o galo cantou. Se não viu os vídeos, veja!

Bolsonaro e Moro foram convincentes.

Estamos SIM dizendo “que pena”! QUE PENA!

Mas siga adiante.

Pare de acompanhar a grande mídia.

E nunca mais leia o “Anta Hedonista”, office boy de luxo de quem ganha muito com a especulação. E nada da Globo!

Não se esqueça que eles estão à espreita.

Querem derrubar esse governo a qualquer preço.

Querem a volta da corrupção, da roubalheira, querem o crime organizado cada vez mais organizado. Droga , roubo, desapropriação, pedofilia, questão de gênero, fim da nossa cultura e tudo o mais que você sabe.

A imprensa não dá folga, Maia engaveta tudo. O STF inverte a ordem da Justiça e ainda têm os extremistas de esquerda e direita polarizando. Ambos querem se dar bem, de olho nas vantagens. Um lugar ao sol onde possam causar, serem chamados de doutor, ter o poder, e ganhar muito bem. Às nossas custas.

Não temos tempo a perder.

Os cães ladram e a caravana passa.

Pare de ladrar: não atrase a caravana.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *