Merkel toma uma lavada nas urnas na ex-DDR

YouTube
A Demônia da Tanzânia treme todas as vezes que escuta o Hino alemão. Treme pelas vítimas, milhares estupradas, torturadas, mortas e pelo menino Leo, 8 ano empurrado na plataforma de trens em Frankfurt. Merkel impediu a imprensa de divulgar o nome da vítima. Sem nome não se cria vínculo ou empatia. Não é Marielle?
MerDel treme pelo mal que faz. Todos os asiladinhos, imigrantes islâmicos do Paquistão, Afeganistão, África e Líbano entram pra barbarizar e tem casa, comida e mais de mil Euros por mês. E basta destruírem tudo. Tadinhos, todos tem probleminhas psicológicos.
Há cerca de um ano um alemão de origem cubana foi morto  com 27 facadas em Chemnitz na Saxônia ao sair de uma festa da cidade com a mulher e dois amigos. Os moradores da cidade foram às ruas protestar contra o crime.
O grupo de extremistas esquerdopatas “antifa” preparou um vídeo simulando que havia nazistas. Merkel estava em viagem a Ásia e confirmou o que dizia o grupo da esquerda antifa.
A imprensa divulgou que alemães estavam caçando estrangeiros e Merkel dizia que nenhuma célula nazista seria permitida.
O chefe da Polícia Secreta do Ministério do Interior foi a público e contradisse várias vezes a chanceler:  não existia célula nazista.
Até que  ele confirmou: 15 iraquianos cercaram o cubano alemão e outros dois amigos dele, mataram o primeiro e os dois outros foram hospitalizados em estado grave.
Todos os criminosos foram presos, mas eles, são apenas coitadinhos abalados pelo esforço em matar os outros.
Merkel demitiu o chefe da Polícia Secreta.
Hoje eleições regionais nos Estados da Saxônia e Brandenburg, que ficam, aliás, na ex DDR. E Merkel tomou uma lavada…
O AFD, Partido Conservador, contra a esquerdalha e o globalismo, arregaçou nas urnas.
E arrebentou o partido de Merkel, o CDU, que um dia já foi o conservador Partido Democrata Cristão. Hoje, Merkel o transformou num partido de esquerda globalista.
Merkel tem a maior rejeição na ex-DDR onde os alemães sabem o que são as artimanhas comunistas e não querem uma DDR versão 2000.
Ainda vamos ver essa demônia da Tanzânia alienígena ser defenestrada até perder o bigodinho e voltar para o planeta de onde jamais deveria ter saído.
MerDel, demônia, eu sei que você treme!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *